Polícia

Operação Fecha Cerco e Motoristas Ignoram Uso de Área Azul no Centro

FISCALIZAÇÃO intensificou o uso de cartão de área azul na área central de Catanduva (O Regional)
Assine

Operação de fiscalização fecha o cerco e motoristas ignoram uso de área azul na região central de Catanduva. Em balanço parcial, o comandante da GCM (Guarda Civil Municipal de Catanduva) Luiz Carlos Larocca destaca as principais ocorrências: falta de cartão e cartões rasurados de área azul. A operação de fiscalização e bloqueio aconteceu ontem (7), das 9h às 13h, em pontos estratégicos do município em conjunto a GCM, Agentes Fiscalizadores de Trânsito (AFT´s) e Polícia Militar (PM).
A ação foi executada para fiscalização de área azul, conscientização de leis de trânsito e para regularização de mototaxistas clandestinos. O resultado do balanço geral da operação sairá hoje (8) no período da manhã.
Segundo informações do comandante Larocca, o motorista tem sido resistente ao uso da área azul e o número de cartões rasurados tem sido grande.
“O nosso objetivo é conscientizar a população sobre o uso da área azul e sobre a rotatividade. Porque estamos fazendo isso, para que a rotatividade realmente aconteça. Porque percebemos que o consumidor não tinha lugar para estacionar no centro e depois da nossa fiscalização começaram a surgir mais vagas. O consumidor tem o direito de escolher o produto que quer comprar onde ele quiser comprar. Mas ultimamente, ele não tinha direito de parar em frente à loja que ele pretendia comprar um produto, se ele quisesse comprar ali, ele tinha que parar longe ou ir comprar em outro lugar mais afastado com opção de estacionamento mais fácil. Então quem era prejudicado era o comércio central de Catanduva”, destaca o comandante.
Segundo Larocca, mesmo após a intensificação de fiscalização, nos últimos 15 dias, o condutor ainda tem sido resistente e tenta de alguma forma burlar a lei.
“Tomamos a iniciativa de criarmos essa operação de fiscalização em conjunto porque o número de ocorrências de falta de área azul e cartão rasurado é muito grande. O pessoal tenta de qualquer maneiro burlar a lei. Eles preencham o cartão com lápis, colocam chaveiro em cima da hora, deixa o papel virado para baixo, enfim são inúmeras ocorrências de infração. E o que a gente quer é que haja uma conscientização desse motorista para evitar a multa que custa aproximadamente R$ 195 e o cartãozinho R$ 2, sem contar que conta como multa grave com cinco pontos que vão para a CNH”, observa.
Em balanço parcial, no período da manhã, a GCM apreendeu oito motos e os bloqueios aconteceram em trechos da rua Minas Gerais, rua Brasil, avenida São Domingos e avenida Engenheiro José Nelson Machado.
“Nós estamos com 10 pessoas trabalhando na ação, dentre eles, AFT’s e Guardas. Até o momento, oito mototaxistas tiveram suas motos recolhidas, alguns foram pegos na própria base e outras nos bloqueios realizados. A fiscalização com os mototaxistas é para segurança tanto do mototaxista quanto do passageiro, eles precisam estar de acordo com a lei. Porque em caso de acidente eles têm um respaldo, um seguro. Mas se ele não estiver regularizado que segurança ele pode dar para o passageiro, sem contar que está colocando a vida do passageiro em risco, porque a grande maioria de motos são veículos muito antigos e sem condições de circulação. Outras são novas, mas a maioria sem condições de circular. Sem contar que ele (não regularizado) atrapalha a vida do mototaxista regularizado que está dentro da lei”, frisa Larocca.
As motos apreendidas foram encaminhadas para a base da GCM e permanecerão até que o veiculo seja regularizado.
“Esse motorista irregular com a lei terá que ir até a Secretaria Municipal de Trânsito pagar uma guia de R$ 700, se não for reincidente, se for o valor dobra. Ele terá que pagar mais estadia e regularizar, pagar todas as taxas para poder tirar ela de lá. Se ele não fizer isso ela vai para leilão”, constata.
A fiscalização também reforçou o uso do cinto de segurança e de demais leis de trânsito.

Karla Sibro
Da Reportagem Local




Assine O Regional

Digital Mensal
R$19,90 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital + Impresso (Sáb e Dom)
R$41,70 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal impresso aos sábados e domingos
Digital + Impresso (Ter a Dom)
R$65,90 / mês
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo