Polícia

Microempresário Cai em Golpe ao Vender Carro em Catanduva

Caso foi registrado no Plantão Policial (O Regional)
Assine

Um microempresário de 35 anos caiu em golpe ao vender carro em Catanduva. A vítima relatou que recebeu três cheques, mas nenhum deles foi pago. O caso foi registrado na última segunda-feira (9) no Plantão Policial.
Conforme informações do boletim de ocorrência, a vítima disse que vendeu um carro por R$ 24 mil sendo que o comprador entregou um cheque no valor de R$ 10 mil em nome da esposa dele, ficando no acordo que o restante pagaria com uma carta de crédito que ele adquiriu do microempresário. Quando a vítima entregou o cheque, ele foi devolvido por ter sido sustado pelo emissor.

[ms-protect-content id=“802936”, “801852″, “802036”, “802037″, “803051”, “803052″] O suposto comprador entregou outro cheque para substituir o primeiro, mas também foi devolvido por divergências de assinatura. Um terceiro cheque no valor de R$ 15 mil emitido por uma empresa também foi entregue a vítima e devolvido ao ser depositado. Em contato com a empresa, os funcionários do banco descobriram que o cheque pertencia a um talão que foi furtado do local.
A vítima relata ainda que tentou desfazer o negócio e ter o carro de volta, mas não conseguiu. O suposto comprador não manifestou interesse em pagar pelo veículo. O microempresário contou também que havia vendido um consórcio para o comprador do carro no valor de R$ 50 mil, valor que era referente às parcelas que haviam sido pagas, sendo que o comprador disse que assumiria as parcelas restantes, mas até o momento ele não pagou a quantia, nem disse que iria pagar.
Esse não é o primeiro caso de estelionato registrado no Plantão Policial em Catanduva, no mês passado, um suposto estelionato em compra de equipamentos foi registrado e é investigado em Catanduva. A vítima disse à polícia que material foi vendido por R$ 7.500, mas cheques voltaram por estarem sem fundos.
A vítima contou que estava em casa, quando duas pessoas o encontraram e se apresentaram como comerciantes, dizendo que eram proprietários de um supermercado em Palmares Paulista e que estavam abrindo uma segunda unidade no bairro Nova Catanduva.
Os supostos estelionatários, falaram a vítima de 71 anos, que sabiam que ele havia fechado um comércio e que tinha equipamentos que poderiam ser usados no estabelecimento que iriam abrir. A vítima disse que tinha interesse em vender e pediu o valor de R$ 7.500 em troca das mercadorias. Os estelionatários concordaram com o preço e pediram que fosse feito em quatro parcelas de R$ 1.875, em cheques pré-datados para janeiro, fevereiro, março e abril. Todos os cheques voltaram e a vítima não teve mais contato com os supostos compradores.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local

[/ms-protect-content]

Assine O Regional

Digital Mensal
R$19,90 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital + Impresso (Sáb e Dom)
R$41,70 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal impresso aos sábados e domingos
Digital + Impresso (Ter a Dom)
R$65,90 / mês
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo