Polícia

Jovem Morre em Colisão de Carro e Moto na Roberto Mário Perosa

Acidente foi registrado na rodovia Roberto Mário Perosa (Divulgação/Street View )
Assine O Regional Online

Um jovem de 27 anos morreu em uma batida envolvendo um carro e uma moto na rodovia Roberto Mário Perosa. O caso foi registrado na noite do último sábado (6) em um trecho que fica nas proximidades de Sales. A Polícia Civil investiga o caso. O motorista estaria embriagado.
Conforme informações da Polícia Rodoviária, os veículos seguiam em sentidos opostos de direção, quando o condutor do carro teria invadido a pista contrária. Ele teria batido de frente com a moto. O jovem, que pilotava a moto, era morador de Catanduva foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.
O motorista do carro ficou gravemente ferido, foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levado ao Hospital Padre Albino. As equipes teriam confirmado que o motorista estaria dirigindo sob efeito de bebida alcoólica. A identidade dele não foi divulgada. O caso é investigado. O corpo de D.P. foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) e posteriormente liberado. O enterro foi no domingo (7) em Catanduva.

Dois morrem e um fica ferido
Outro acidente registrado no mês passado na mesma rodovia resultou na morte de dois jovens. Outras duas pessoas ficaram feridas, uma delas gravemente.
Conforme informações da Polícia Rodoviária, um Santana com três jovens teria tentado cruzar o trevo de acesso à cidade, quando teria sido atingido na lateral por uma Montana que seguia sentido Uchoa – Urupês.
Dois dos jovens do Santana morreram no local. O terceiro ocupante ficou gravemente ferido e foi levado ao hospital. O motorista da Montana, que estava sozinho, ficou levemente ferido. O caso também é investigado pela Polícia Civil.
Essa é a mesma rodovia em que em julho do ano passado mãe, pai e filha morreram em outro acidente envolvendo o carro deles com um caminhão carregado com abelhas. A mulher morreu no local, enquanto o homem e a filha foram socorridos com vida, mas não resistiram aos ferimentos. Mais de um milhão de abelhas ficaram soltas no trecho.

Cíntia Souza
Da reportagem local