Polícia

Guarda Municipal Flagra Droga Escondida em Caixa de Energia

Caso foi registrado no Plantão Policial de Catanduva (O regional)
Assine O Regional Online

A Guarda Civil Municipal (GCM) teria flagrado droga escondida em caixa de energia elétrica no Conjunto Habitacional Antonio Mastrocola. O caso foi registrado no início da noite do último domingo (7). Um jovem de 18 anos, que já teria passagem pela polícia, foi preso.
Conforme informações do boletim de ocorrência, equipes da GCM realizavam patrulhamento de rotina pelo bairro Jardim Gavioli quando teriam se deparado com uma dupla que ao ver a viatura teria fugido. Houve perseguição e um adolescente foi localizado. Com ele, que tem 17 anos, os guardas teriam encontrado uma porção de maconha e uma porção de cocaína, além de R$ 9 em dinheiro.
O menor teria apontado para as equipes uma casa abandonada, onde os guardas teriam encontrado o jovem de 18 anos que teria fugido. Em uma caixa de energia as equipes teriam flagrado13 porções de cocaína. Em revista pessoal, outras seis porções de cocaína que seriam semelhantes as encontradas na caixa de energia teriam sido apreendidas.
O adolescente contou aos guardas que teria ido até o local para comprar drogas do jovem. O jovem teria dito que as drogas não seriam dele e negou que estaria com entorpecentes. Com ele, em nova revista, as equipes encontraram R$ 30 em dinheiro. A dupla foi levada ao plantão policial. O jovem que já é conhecido da polícia foi preso em flagrante, enquanto que o menor foi ouvido e liberado. O jovem está na Cadeia de Catanduva, à disposição da Justiça. O caso é investigado.

Mais de 400 flagrados  com drogas
Mais de 400 pessoas teriam sido flagradas com drogas em Catanduva no acumulado de janeiro a novembro do ano passado. Desse número, a maior parte foi por tráfico de drogas (350). Já o mês que teve o maior número de flagrantes foi outubro com 51 registros. Em seguida está o mês de agosto com 49 casos e em terceiro junho com 39. Janeiro ficou com a menor quantidade de prisões, com 15 casos.
Já os flagras por porte de entorpecentes tiveram 122 casos contabilizados no acumulado dos onze primeiros meses de 2017. Em novembro foi vista a maior quantidade com 16 registros, seguido de julho com 15 e fevereiro, junho e agosto com 13 registros cada. O menor número de prisões foi visto em abril com sete casos, seguido de janeiro com oito além de maio, setembro e outubro (9).

Cíntia Souza
Da reportagem local