Polícia

GCM Detém Homem Por Furto de Celular na Casa de Passagem

A GCM – Guarda Civil Municipal conseguiu deter um homem, de 35 anos, por furtar um celular na Casa de Passagem. A equipe foi acionada pela vítima, que sentiu falta do aparelho, momentos depois do delito.
De acordo com o boletim de ocorrência, os dois estavam no vestiário da residência, quando o suspeito aproveitou o momento de distração do dono do aparelho para praticar o furto e, rapidamente, deixou o local.
Em diligências pelas imediações, o suspeito foi localizado, conforme características apontadas pela vítima. Na abordagem, a guarda encontrou com ele o celular alvo da ocorrência.
O suspeito foi levado ao Plantão Policial, onde teve a prisão decretada em flagrante por furto e permaneceu à disposição da Justiça. O celular foi recuperado e devolvido à vítima.

Números de Catanduva
Levando em conta o ano de 2018 da Cidade Feitiço, o número de prisões feitas em flagrante diminuiu em comparação a 2017. De acordo com os dados da SSP – Secretaria da Segurança Pública foram 445 pessoas presas em flagrante em Catanduva durante todo o ano passado, contra 489 no ano de 2017.
Os dados também apontam diminuição se levarmos em conta o número total de prisões efetuadas por todo o município: 809 em 2018, e 821 em 2017.
Recuperações
Vale lembrar que no final do ano passado, a GCM também foi capaz de fazer outra grande recuperação: R$30 mil em equipamentos da SAEC.
Nossa equipe acompanhou o caso. As equipes foram acionadas depois de receberem solicitações seguidas de furtos em quatro reservatórios de água em diferentes locais. ‘Em patrulhamento, um carro com placas de Suzano foi interceptado no Jardim Imperial. Nele foram localizadas ferramentas e um cadeado quebrado, que seria de uma das unidades. Dois homens estavam no carro. Eles usavam uniformes de concessionária de energia. Na abordagem, um deles fugiu pelo matagal e não foi localizado. Um terceiro integrante do grupo foi detido em um hotel na entrada da cidade. Com ele foi encontrado um alicate de corte que seria utilizado na prática dos crimes’, disse a GCM.

Da Reportagem Local