Polícia

Dupla Armada Invade Posto de Combustíveis e Rende Frentista em Catanduva

Catanduva registrou nos primeiros onze meses do ano passado 164 roubos (O Regional)
Assine O Regional Online

Uma dupla armada com revólver teria invadido um posto de combustíveis e rendido o frentista. O que chama a atenção nesse caso é que os criminosos atuaram a luz do dia. A ocorrência foi registrada no último domingo (7). Esse é o primeiro roubo de 2018 na Cidade Feitiço.
Conforme informações do boletim de ocorrência, a dupla teria chegado em uma moto. Os homens teriam descido do veículo e abordaram a vítima anunciando o assalto. Antes de saírem do local, eles teriam levado R$ 30 que estaria no bolso da vítima que tem 52 anos. Na descrição, o frentista aponta que eles seriam brancos e usavam capacetes pretos e blusa vermelha. O caso é investigado.
No último sábado (6), um vigilante de 29 anos foi baleado em uma tentativa de roubo no bairro Jardim Imperial. A vítima mora em Tabapuã e teria encontrado um casal. O homem teria oferecido programa sexual com a companheira à vítima que aceitou. Foi no local que o vigilante descobriu o crime e tentou reagir, quando foi baleado na barriga e na perna. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Padre Albino, onde esteve internado. O caso é investigado pela Polícia Civil.
Ainda no último sábado, um comerciante de 60 anos teve o estabelecimento comercial que possui invadido no centro de Catanduva. Conforme aponta o boletim de ocorrência, a vítima chegou a padaria para trabalhar, quando se deparou com a porta de vidro danificada. Do caixa teriam sido levados R$ 500 em dinheiro. O caso é investigado.

164 roubos  em onze meses
Catanduva registrou nos primeiros onze meses do ano passado 164 roubos, conforme apontam dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Os dados de dezembro devem ser divulgados até o final deste mês.
Até o momento, janeiro teve o maior número de ocorrências do tipo em 2017, com 32 registros. Na sequência está fevereiro (24) e maio (19). Os meses com menor número de ocorrências foram julho e outubro com oito registros cada. Na sequência está abril e agosto com nove casos contabilizados. Junho teve 11 roubos.

Cíntia Souza
Da reportagem local