Polícia

Cinco Lojas de Ibirá São Autuadas Por Irregularidades em Produtos

Foram fiscalizados 716 estabelecimentos que pertencem a 40 cidades (Divulgação)
Foram fiscalizados 716 estabelecimentos que pertencem a 40 cidades (Divulgação)
Assine O Regional Online

Cinco lojas de Ibirá foram autuadas por irregularidades em produtos. A ação faz parte da Operação Dia dos Pais que foi realizada pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) entre os dias 1º e 8 de agosto.
Quatro dos estabelecimentos comerciais teriam inadequação da informação do prazo de validade ou validade vencida. Além desse problema, dois deles não teriam informações do preço do produto à vista. Um deles teria apresentado falta de informação nos documentos fiscais sobre o valor de tributos.
Também foram autuadas lojas das cidades de Araçatuba, Araras, Americana, Barra Bonita, Bauru, Campinas, Garça, Jales, Mirassol, Olímpia, Presidente Prudente, São José do Rio Preto e Votuporanga.
No total, foram fiscalizados 716 estabelecimentos que pertencem a 40 cidades do interior e do litoral. Deste número, 308 delas foram autuadas, o que corresponde a 43% do total.
O Procon constatou que entre as maiores irregularidades estavam a falta de informação de preço em 118 locais, além da inadequação na informação de preço (falta clareza, ostensividade, precisão), em 96 dos locais autuados. Produtos com validade vencida ou sem a informação de validade vêm na sequência e foram vistos em 49 estabelecimentos.

Orientações para o Dia dos Pais
O Procon orienta que se a escolha de presente for perfumes ou cosméticos, é importante analisar se a embalagem contém todas as informações sobre o produto em língua portuguesa, como: características, instruções de uso, composição, prazo de validade, registro no órgão competente, condições de armazenamento e identificação sobre o fabricante/importador.
No caso dos calçados e vestuário, a substituição dos produtos só é obrigatória em caso de defeitos. A troca de produtos por motivo de cor, tamanho ou gosto é uma liberalidade do estabelecimento.
Muitas lojas permitem a troca das peças que não tenham defeito. Essa possibilidade deve ser informada em etiqueta ou nota fiscal, no ato da compra.
No caso dos celulares, o aparelho deve sempre ser adquirido em lojas autorizadas. Isso garante a procedência e habilitação. O produto tem que estar lacrado e dentro da embalagem original deve haver a relação de rede autorizada para assistência técnica, manual de instrução e o termo de garantia contratual.
Quando o assunto é serviços, é importante avaliar quais são as necessidades do pai. Isso facilita a escolha entre pré-pago ou pós-pago, assim como, os pacotes de serviços oferecidos pelas operadoras. É necessário atenção as promoções. As empresas oferecem descontos na hora da compra ou troca do celular, porém o aparelho pode estar vinculado a, por exemplo, um pacote de serviços. A fidelização não pode ultrapassar 12 meses.

Cíntia Souza
Da reportagem local