Peneira Fina

PENEIRA FINA – 31/10/2019

Pacote protocolado
Assim como divulgado anteriormente, a prefeita Marta Maria do Espírito Santo Lopes protocolou os projetos de lei que visam buscar economia aos cofres públicos. O reparcelamento do IPMC, a isenção de contas de água para os prédios públicos e, a proposta que visa extinguir os benefícios dos futuros servidores municipais. Os projetos já estão no Legislativo para serem apreciados pelas comissões e, posteriormente, serem colocados em votação. Não será na próxima semana, pelo menos não em sessão ordinária (a não ser que seja convocada sessão extra). Se tudo correr bem, com o projeto do orçamento, pode ser que esses projetos entrem em votação na sessão do dia 12 de novembro.

Veremos
Até o momento, com exceção de Enfermeiro Ari, nenhum vereador ainda demonstrou publicamente sua opinião sobre os projetos encaminhados por Marta. Na semana passada, Ari afirmou que acredita que as propostas não passam pela Câmara sem uma articulação maior da prefeita.

Cartão alimentação
Os vereadores querem mais é que Marta dê garantia que irá pagar o cartão alimentação dos servidores municipais, referente ao dissídio de 2015. Talvez, se a prefeita for enfática em dizer que utilizará o duodécimo da Câmara para essa finalidade, os vereadores pensem com mais carinho nas outras propostas encaminhadas.

Leilão
Circulou ontem pelas redes sociais que dois prédios que abrigavam uma rede de supermercados de Catanduva foram leiloados judicialmente e foram arrematados, com valores em torno de R$ 15 milhões, cada. A informação ainda não foi oficialmente divulgada. Mas deixamos aqui registrado.

Aumento salarial
O assunto do dia em todo o Estado foi a divulgação do aumento salarial apresentado pelo governador João Doria Junior aos policiais. Foi concedido por ele 5% de aumento para diversas categorias das polícias. Passado o anúncio, os sindicatos que defendem as categorias rechaçaram a porcentagem apresentada.

Militar
“O chamado Pacote de Valorização das Carreiras Policiais do Estado de São Paulo, anunciado nesta quarta-feira em um evento midiático pelo governador João Doria, não atende às necessidades da Polícia Militar, que defende a população há 24 anos sem ao menos receber a reposição inflacionária prevista na Constituição. A chamada recomposição salarial da categoria, ficou provado hoje, é mais uma das promessas de campanha descumpridas por Doria à frente do Executivo Estadual”, afirma nota do Defenda PM.

Sindpesp
O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (SINDPESP) também se manifestou. “Recebe com muita tristeza a notícia sobre o Pacote de Valorização das Carreiras Policiais revelado pelo governador João Doria nesta quarta-feira (30/10). É necessário lembrar que a Polícia Civil do Estado de São Paulo conta com defasagem salarial de quase 50% ao longo dos últimos anos e nenhum valor abaixo disso poderá ser considerado como recomposição salarial ou aumento efetivo”.

Peritos
O Sindicato dos Peritos Criminais do Estado de São Paulo (SINPCRESP) foi mais um. “Vem a público manifestar sua insatisfação com o reajuste salarial muito abaixo do esperado anunciado pelo governador do Estado, João Doria. Quando o governador em época de campanha anunciou que os salários dos policiais seriam os melhores do país, se esperava um maior reconhecimento. Essa promessa foi reafirmada ao longo desses 10 meses de mandato e, agora, vamos ter que trabalhar juntos à Assembleia Legislativa e aos estudos jurídicos para tentar melhorar esta pequena alíquota proposta pelo governo. Para que o governador cumprisse sua promessa, seria preciso aplicar reajustes anuais de 40% até o final do mandato. Só com esse aumento que o salário do perito criminal ficaria entre os melhores do país”.

Professores
A presidente da Apeoesp e deputada estadual, Professora Bebel (PT-SP), participa nesta quinta-feira (31) da IV Conferência dos Professores Aposentados da Apeoesp, que, nesta edição, terá como tema ‘As Barreiras do Envelhecimento no Século XXI’. O evento acontece na colônia de férias da Apeoesp, em Ibirá , a partir das 10 horas.

Workshop
A Estação Cultura sediará um workshop guiado por integrantes do projeto “Sororidade” nesta quinta-feira, dia 31, a partir das 19 horas. A atração é gratuita, voltada para toda a população e reúne exercícios de dança, criatividade e cultura. As atividades são paralelas ao espetáculo que traz o mesmo nome e que teve a última apresentação na semana passada. A iniciativa foi contemplada pelo Edital de Incentivo às Artes, do Fundo Municipal de Cultura, e é fruto de parceria da Secretaria Municipal de Cultura, Way Company e Grupo Veracidade. Thaynná Trida, que ao lado de Matheus Matos e Vinicius Rayzel forma a direção e coreografia do projeto, explica que o workshop reunirá duas participantes da iniciativa. “Os exercícios apresentados são trabalhados com foco no processo de criação. É uma oportunidade para que o público possa sentir e experimentar como foi a criação do nosso espetáculo.” O workshop terá entrega de certificados.

Da Redação