Peneira Fina

PENEIRA FINA – 29/09/2019

Finanças
Finanças deverá ser o assunto da sessão da próxima terça-feira na Câmara de Catanduva. Para esta semana, poderão ser encaminhados pelo menos dois projetos de lei que tratam sobre mudanças nesse quesito. Um deles é o remanejamento de recursos para que a prefeitura consiga “respirar” e não atrasar pagamento dos servidores municipais nos próximos meses. Segundo a secretaria de finanças, serão remanejados valores de todas as pastas, sem exceção. O segundo, que deve demorar mais para chegar ao Legislativo, é sobre o IPMC, que já abordamos outras vezes nesta coluna.

Devoluções
Durante audiência pública realizada na última sexta-feira, o vereador Aristides Jacinto Bruschi questionou a secretária de finanças sobre a possibilidade do Executivo solicitar as devoluções do duodécimo antecipadamente. Segundo ele, há recursos parados no Legislativo, que já poderiam auxiliar a prefeitura diante da realidade constatada atualmente.

Para dissídio
Vendo a situação informada pelos órgãos da prefeitura, não dá para ter muita esperança que o dinheiro do duodécimo da Câmara, cerca de R$ 5 milhões sejam utilizados realmente para o pagamento do cartão alimentação, incluindo no dissídio dos servidores de 2015.

Piores
O representante de empresa terceirizada, que presta serviços para a Prefeitura de Catanduva (Análise fiscais e outros) afirmou que a cidade, apesar de orçamento apertado, vive uma realidade diferente de outros municípios. Há cidades, por exemplo, que não há de onde tirar recursos nem mesmo para pagamento dos servidores.

O que esperar?
Para os próximos meses, a secretária de finanças afirma que não tem ideia do que esperar quando se trata de dinheiro. Segundo ela, a esperança é de que outubro seja um mês melhor do que setembro, como já dissemos aqui, que ela intitulou como o pior setembro já visto nos últimos anos.

Saúde financeira
Ao analisar todas as contas da administração direta e indireta, apenas a Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva pode respirar aliviada. Com uma estimativa de superávit na casa de R$ 4 milhões. Porém, esse valor, a partir de agora, não retorna para a prefeitura e deverá ser utilizado em obras.

Previdenciário
A secretária de Finanças não descartou a necessidade de uma alteração no sistema previdenciário do município. Muito já debatido, principalmente, pelo vereador Nilton Lourenço Cândido. Porém, afirmou que é preciso muito estudo para verificar de que forma tem de ser alterado, não prejudicando o município e os servidores e suas aposentadorias.

REFIS
Visto como uma medida que beneficia os inadimplentes, já que dá desconto de juros e multas para aqueles que deixaram de quitar suas dívidas, o refis neste ano está sendo visto com bons olhos pela administração. O que antes era uma medida desfavorável, agora é aguardado como um dos auxiliares na recuperação de recursos. A prefeitura pelo discurso está assim: “Melhor pingar do que faltar”.

Catanduva pode participar
Acontece nesta segunda-feira (30), a partir das 8h30, no Palácio dos Bandeirantes, o 1º Seminário de Trabalho e Renda, Empreendedorismo e Parcerias. “SP Locomotiva do País e aspirações para emprego e renda em SP” é o tema da palestra de abertura do Seminário, a cargo do governador João Doria. Voltado aos prefeitos das 645 cidades paulistas e agentes públicos municipais, o evento inclui exposições de diversos secretários estaduais, como Marco Vinholi de Desenvolvimento Regional, Henrique Meirelles da Fazenda e Planejamento, Patricia Ellen de Desenvolvimento Econômico, Gustavo Junqueira da Agricultura e Abastecimento, Marcos Penido de Infraestrutura e Meio Ambiente e Rodrigo Garcia, Secretário de Governo e Vice-Governador, além de Wilson Poit, Diretor Superintendente do SEBRAE-SP, Nelson de Souza, Presidente da DesenvolveSP e Walter Ihoshi, Presidente JUCESP. Também haverá a assinatura de convênios com os municípios. O objetivo é informar e esclarecer os dirigentes locais sobre as iniciativas econômicas e administrativas do Governo do Estado.

Interdições
Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos (STU) informa que foram autorizadas as seguintes interdições: Av. Mogi das Cruzes, na altura do Parque Papa João Paulo II, no Jardim Aeroporto, no dia 29 de setembro, das 08:00h às 11:00h, para a realização do evento “VivaCidade” (Projeto da Prefeitura de Catanduva). Av. Mogi das Cruzes, entre av. Casa Branca e rua Tatuí, no Jardim Aeroporto, no dia 6 de outubro, onde será realizado passeio ciclístico do grupo Papagaios do Pedal, das 07:30h às 12:00h.

Praça
O Primeiro Secretário do Legislativo Catanduvense, Onofre Baraldi, protocolou uma indicação, solicitando à prefeita, Marta Maria do Espírito Santos Lopes e aos mais diversos departamentos da municipalidade, melhorias na praça que fica localizada entre as ruas Aparecida do Tabuado e Amambaí, no bairro Jardim Salles. De acordo com o parlamentar, a praça é bem planejada, com quadra e uma intensa arborização, mas está completamente abandonada pelo Poder Executivo. “As árvores há muito tempo não recebem qualquer cuidado. Estão altas. Seus galhos e folhas também não guardam uma altura normal, a partir do chão. A impressão que fica é que já se passou tanto tempo, que elas cresceram para cima e para baixo. A praça não possui postes de energia. O que se tem para clareá-la são dois braços de luz, a partir de dois postes que se encontram na Rua Amambaí, cujas lâmpadas estão queimadas”.

Calçada
Onofre Baraldi, ressalta, que o lado oposto da praça, a partir da Rua Amambaí, tem a Rua Barra do Garça, e que na extensão do quarteirão, a calçada está danificada. “Na extensão do quarteirão dessa praça, nessa rua, a calçada apresenta-se totalmente danificada, com buracos, ocasionados pelas águas de chuva. A Secretaria de Obras e Serviços Públicos da Prefeitura precisa acordar para esse fato, aproveitar que ainda não começou a chover, e fazer os serviços necessários”.