Início - PENEIRA FINA 26/04/2021
Peneira Fina

PENEIRA FINA 26/04/2021

NOVAS FEIRAS
Por iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente na pessoa da secretária Júlia Wayego e do diretor de agricultura e abastecimento, Rodrigo de Souza, teremos novidades na questão de “feiras livres” em todo município de Catanduva, ao todo serão nove locais em posições estratégicas distribuídos nos quatro cantos da cidade. A perspectiva dos feirantes e da população é muito boa quanto a abrangência deste novo projeto fomentado pela Prefeitura Municipal.

ROÇAGEM ESTRATÉGICA
Diante do exposto ontem por esta coluna, a questão da roçagem do posto de saúde do bairro Monte Líbano será feita neste final de semana. Segundo a Secretaria do Meio Ambiente, os trabalhos serão focados estrategicamente nos postos de saúde e principalmente nas escolas públicas municipais. Estamos na eminência da volta presencial das aulas e as crianças poderão encontrar suas escolas limpas.

LIVROS DIDÁTICOS A PREÇO DE “OURO”
Como já informamos anteriormente a Prefeitura abandonou a ideia de utilizar os livros didáticos entregues gratuitamente pelo Governo Federal. O Prefeito Padre Osvaldo e a Secretária de Educação Cláudia Cosmo abriram licitação estimada em R$ 3.679.811,16 para aquisição dos livros didáticos. Além de ser um gasto desnecessário, frente à crise financeira que a Prefeitura enfrenta, o que chama mais atenção são os preços dos livros que a Secretaria está disposta a pagar. A Prefeitura estimou em R$ 365,84 o valor de cada Livro para Berçário II, totalizando um gasto de R$ 223.162,40 só para esta etapa de ensino. Livros para Maternal, Jardim I e II sairiam pela bagatela de até R$ 348,32 cada. Do 1º ao 5º ano o valor estimado foi de R$ 414,60 cada livro. Enquanto do 6º ao 9º ano sairia por R$ 385,56 cada.

PREÇO RAZOÁVEL
Eita livrinhos caros sô! Acho melhor o Prefeito e Secretária darem uma passadinha nas livrarias da cidade, vão tomar um choque de realidade! Pesquisando em sites de livrarias achamos livros didáticos de português, matemática e geografia de autores famosos, como por exemplo, Luiz Roberto Dante, por valor que gira em torno de R$ 150,00, ou seja, menos da metade do preço estimado pela Secretaria de Educação.

MAS NÃO SÃO SÓ OS LIVROS DIDÁTICOS
A Secretária Cláudia Cosmos com certeza irá justificar os altos valores dos livros, dizendo que a empresa vencedora deverá também disponibilizar uma Plataforma digital de aprendizagem para alunos e professores, assessoria pedagógica e avaliação de aprendizagem para alunos, mas a Secretaria não estimou valor nenhum para esses serviços, apenas para os livros, como descrito no tópico acima, situação que impede a comparação de preços de cada serviço e cada livro, o que pode dar margem a questionamentos junto ao Tribunal de Contas e até no Ministério Público.

AJUDA AOS MUNICÍPIOS
O Vice-Governador Rodrigo Garcia anunciou nesta sexta-feira (23) o repasse de R$ 33,3 milhões do Governo do Estado para as Prefeituras de São Paulo visando auxiliar em ações de vacinação. “O Governo de São Paulo vai apoiar a vacinação dos municípios do Estado com a destinação de R$ 33,3 milhões, que serão aplicados na compra de insumos e no pagamento das equipes de atendimento de vacinação”, afirmou o Vice-Governador.

MAIS DA AJUDA
O valor foi pactuado entre o Governo de São Paulo e os secretários de saúde municipais. “A vacinação da COVID-19 começou dia 17 de janeiro e os municípios, em nenhum momento, pararam de vacinar. Hoje temos uma concomitância, estamos fazendo a vacinação contra a COVID-19 e começamos a vacinação da influenza, o que requer dessas equipes um trabalho ainda maior”, disse Regiane de Paula, Coordenadora Geral do Programa Estadual de Imunização.

VIAJAR COM ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO
O Projeto de Lei 207/21 regulamenta o transporte terrestre, aquaviário e aéreo de cães e gatos de pequeno porte até 10 quilos em todo o território nacional. O texto, que tramita na Câmara dos Deputados, garante aos proprietários o direito de embarcar com até dois animais por viagem. O embarque de animais em linhas regulares de transporte terrestre, aquaviários, aéreo, estadual, municipal, interestadual e intermunicipal fica condicionado.

A PROPOSTA
Segundo a proposta, à apresentação de atestado de boa saúde com no máximo 15 dias e de carteira de vacinação atualizada. Como regra, o animal deverá estar limpo, não poderá representar risco à segurança ou ao conforto dos demais passageiros, deverá permanecer dentro de caixa própria para o transporte durante toda a viagem e ocupar um dos assentos do veículo, embarcação ou aeronave, podendo a empresa cobrar do proprietário do animal o valor total ou parcial de uma passagem. Em viagens com duração superior a uma hora, o texto prevê que o animal doméstico seja alimentado e hidratado.