Peneira Fina

PENEIRA FINA – 20/08/2019

Inquérito
Com a mesma apuração que foi realizada pela Câmara, na qual cassou o mandato de Afonso Macchione Neto, a promotoria de Catanduva teve uma opinião diferente. Considerou que o projeto apresentado, apesar do tempo de seis meses para terminar o contrato, foi tempo relativamente bom, já que a Câmara conseguiu analisar, pedir vistas e depois rejeitar o projeto. Citou ainda que a reapresentação do projeto poderia ter sido realizada pela Câmara, conforme determina as legislações municipais e não pelo Executivo, que com a rejeição, o Chefe do Executivo não poderia mais enviar o documento para ser aprovado na mesma legislatura. O promotor aproveitou o mesmo inquérito para analisar outras representações formuladas, a primeira foi de Wilson Paraná, mas teve mais. Uma delas tratava sobre o uso do transporte escolar para a população em geral. O integrante do Ministério Público apontou que o então prefeito não teria causado prejuízos para a educação por este motivo e, que não teve dolo, por não deixar os usuários sem transporte. Reforçou também que não considerou existir a intenção de contrato emergencial com a Tambaú, já que a empresa teve o contrato rescindido pouco tempo depois.

Correndo
E falando em transporte coletivo, o prazo está correndo para a empresa inabilitada no processo licitatório apresentar justificativas e explanações em recurso. O prazo é de cinco dias uteis.

Mais provável
O mais provável é que a Auto Viação Suzano permaneça e, desta vez, com a concessão de 10 anos. Mas a empresa tem de se preparar melhor, caso vença a licitação, até porque, são muitas reclamações sobre os ônibus que tem sido utilizados.

Andanças
O ex- vereador Julinho Ramos tem sido visto em vários bairros aos finais de semana e também em eventos da cidade e do setor do agronegócio na região. Após passagem na Secretaria da Educação do Estado, atualmente Julinho trabalha na área de relações institucionais do segundo maior grupo de açúcar e energia do mundo.

Candidaturas
Ano que vem é ano de eleição e, em 2019 já começam as articulações para possíveis candidatos a prefeitura de Catanduva. No final de semana, o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, realizou um evento para filiação de novos membros da sigla. O deputado federal Coronel Tadeu esteve presente.

Em todas as cidades
Coronel Tadeu afirmou que o partido tem uma pretensão de lançar candidatura para o chefe do Executivo municipal em todos os municípios brasileiros e, Catanduva, não está fora da lista. O parlamentar foi enfático em dizer que a cidade terá um candidato da sigla. “Vamos participar como partido grande do pleito eleitoral do ano que vem, colocando um nome à disposição dos catanduvenses. É cedo ainda para um nome. O povo aue vai nos contar quem eles querem. Temos tempo ainda para maturar um nome, certeiro. O tiro é único então temos de acertar”, disse.

Fichas na mesa
Agora a articulação é para todo lado. Há quem diga que alguns vereadores da cidade também pretendem colocar seus nomes a disposição de seus partidos para uma candidatura a prefeito. Tem quem diga que o possível candidato do PSL seria João César de Moraes, presidente da sigla em Catanduva e muito elogiado pela diretoria do partido nacional.

Elogio
Dizemos isso porque o próprio Coronel Tadeu o elogiou. “O João César é um dos melhores presidentes do partido que temos em São Paulo ou até ser do país, porque ele é uma pessoa muito dedicada, trabalha muito bem, gosta do campo político e precisa gostar mesmo para atuar de forma competente”.

Receita Federal
O deputado federal foi entrevistado pela VOX FM e falou também sobre medidas para não deixar a Delegacia de Receita Federal fechar em Catanduva. “Nós já conseguimos em Presidente Prudente, me comprometi de realmente comparecer na Receita Federal para manter a delegacia de Catanduva, já me falaram da arrecadação que essa unidade toma conta, então temos a principal bala na agulha para que a delegacia permaneça na cidade”.

Leão
Ao ser questionado sobre o Governo Bolsonaro e a economia brasileira. O deputado afirmou: “Os dias melhores vão ocorrer. A pauta econômica passou pelo principal teste que é a reforma da previdência, passou pela Câmara agora está no senado, mas isso já trouxe alguns lucros, elevação da bolsa de valores que quebrou recorde. Vamos ver resultados positivos, desempregos caindo, número de ofertas nos primeiros seis meses, melhores dos últimos 10 anos. Portos e aeroportos, reativar programas habitacionais – para alavancar o construção civil. O governo Bolsonaro hoje trabalha como leão e aos poucos as pessoas vão começar a enxergar isso”

Emendas
A deputada estadual Beth Sahão divulgou vídeo no qual apresenta a liberação de R$ 1.520.000,00 para Catanduva. Serão destinados R$ 500 mil para o Hospital Padre Albino, R$ 120 mil para o Hospital Mahatma Gandhi, R$ 50 mil para outras cinco instituições APAE, Associação Pão Nosso, Educandário São José, Criança Cidadão do Futuro, Lar da Criança. Outros R$ 150 mil para a Prefeitura realizar a recuperação do asfalto na área interna do IMES Catanduva e R$ 500 mil para a rotatória na rodovia Alfredo Jorge, acesso ao Pedro Nechar.

Boa notícia
Todos os recursos que são destinados a Catanduva são muito bem vindos. Mas o que chama a atenção é o acesso ao bairro Pedro Nechar. Uma reinvindicação antiga dos moradores porque o local é perigoso para quem entra ou sai do bairro.

Contra
O líder do PTB na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, deputado Campos Machado, afirmou ser totalmente contra ao projeto que autoriza a gestante usuária do Sistema Único de Saúde (SUS) a optar pelo parto cirúrgico a partir da 39ª semana de gestação.
O projeto foi aprovado nesta semana e, na hipótese de ser sancionado pelo Executivo, Campos entrará com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN).

Da Redação