Peneira Fina

PENEIRA FINA – 11/05/2019

ndependente de partido
O Governador João Doria aproveitou para alfinetar sobre as solicitações dos prefeitos paulistas, segundo ele – os pleitos serão recebidos e analisados pelo Palácio dos Bandeirantes, independentemente de filiação partidária de cada prefeito. “Queremos integrar todas as prefeituras. Não tem partidarismo, não tem ideologia no nosso governo. Aqui, todos estão trabalhando por todos”, disse o governador.

Comércio
O comércio de Catanduva ficará aberto das 8 às 17 horas neste sábado para aqueles que deixaram para comprar o presente do Dia das Mães para a última hora. Mas, em pesquisa feita pela nossa reportagem nesta semana, o ritmo está lento no quesito vendas, com procura bem tímida. A expectativa dos próprios comerciantes é de que hoje seja o dia decisivo para quem se chegue aos 3,8% estimados pelo Sindicato do Comércio Varejista (Sincomercio).

Campanha
Estamos com mais de 600 casos de dengue em Catanduva e uma campanha é realizada até a próxima semana para o descarte correto de pneus. A “Livre-se daquele pneuzinho” começou no dia 6 de maio e segue até dia 17 de maio. A campanha é do Governo do Estado de São Paulo com parceria das prefeituras. “Pneus sem uso, guardados em casa, são os locais preferidos para o Aedes aegypti se reproduzir e transmitir doenças como dengue, chikungunya e zika. Por isso, o Governo do Estado, em parceria com as prefeituras promove a semana de recolhimento de pneus”, consta no texto divulgado pela prefeitura de Catanduva.

Cursos
O prefeito Afonso Macchione Neto usou as redes sociais para falar sobre os cursos de culinária de graça com a carreta do Sesi que está em Catanduva. “Estamos recebendo, mais uma vez, a carreta do Sesi, totalmente equipada para os cursos gratuitos de culinária que serão oferecidos à população. Enquanto as atividades estiverem em curso, a unidade móvel permanecerá estacionada no bolsão da rua Rio de Janeiro. É uma oportunidade única de aprendizado”, informou o prefeito.

Não pode bancar o estado
Macchione esteve inclusive em oitivas realizadas na manhã de ontem na comissão processante que analisa possível infração político-administrativa com relação ao uso de ônibus da educação no transporte coletivo. Na ocasião, ele falou sobre a questão da prefeitura ser a responsável pelo transporte também dos estudantes da rede estadual. “Estamos renegociando. Fui na secretaria tivemos algumas propostas, estamos analisando e por esses dias devemos resolver se vamos fazer ou não. Da minha parte quero fazer. O município não pode bancar o estado. Sei que o aluno é nosso, temos que fazer o possível para ele ser bem atendido. Não é concebível que na mesma rua tenhamos dois tipos de transporte do estado e do município, sendo que um deles pode atender a ambos. Estamos buscando viabilizar, mas sem que o município tenha prejuízo”, comentou apontando que algumas possibilidades devem ser analisadas para tornar mais dinâmico o transporte dos estudantes das duas redes.

Falou também
O prefeito também falou sobre a abertura de nova licitação para o transporte público em Catanduva, que foi publicada inclusive na edição da última quinta-feira do Imprensa Oficial. “Esperamos boas propostas para que não tenhamos descontinuidade nos serviços”, informou.

Errata
Falando em licitação, a prefeitura publicou errata na edição de ontem do Imprensa Oficial. A mudança é feita no aviso que agora é de reabertura de licitação da concorrência nº 23/2018. “Objeto: CONCESSÃO DO SERVIÇO PÚBLICO DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS NO MUNICÍPIO DE CATANDUVA – SP, CONFORME ESPECIFICAÇÕES CONSTANTES NOS ANEXOS VI A IX DO EDITAL. ENCERRAMENTO, ENTREGA E ABERTURA DAS PROPOSTAS: DIA 13/06/2019 ÀS 09:00 HORAS. O edital completo encontra-se disponível: no site do Município www.catanduva.sp.gov.br – portal de transparência – link: http://www3.catanduva.sp.gov.br/transparencia/Default.aspx. Informações: Prefeitura do Município de Catanduva – Seção de Licitação – 2º Andar, sito à Praça Conde Francisco Matarazzo, 01 – Centro – Catanduva-SP ou, através do e-mail: licitacao.edital@catanduva.sp.gov.br. Catanduva, 09/05/2019. Comissão Julgadora de Licitação”complementa no texto.

Ressarcimento
Macchione também citou prejuízos contratuais da prefeitura com a Tambaú que seriam inclusive motivo de ação na justiça. Além disso, falou sobre os funcionários, que teriam não recebido o pagamento pelos serviços. “A prefeitura é sempre corresponsável com os serviços prestados. Acredito que dependendo da consulta ao jurídico, se vierem acionar, a prefeitura tem que ressarci-los. Da mesma forma que estamos buscando ressarcimento da empresa Tambaú”, disse.

Da Redação

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.