Peneira Fina

PENEIRA FINA – 07/02/2020

Chuva
Foram duas horas, praticamente de chuva forte. Teve quem esperava viver mais uma histórica enchente em Catanduva depois de olhar o volume de água do rio São Domingos. O que felizmente, apesar de encher, a vazou foi maior, impossibilitando o transbordamento. Mas assustou. Quem viveu enchentes em anos anteriores, já praticamente estava preparado para mais uma vez, ter de lidar com a situação. O lago dos Ipês era somente água. Não se via a barragem feita no meio que sempre traz aquele efeito cascata. Por sorte, assim que a chuva deu uma diminuída, a situação foi melhorando.

Alagamento
Mas como nem tudo nessa vida é perfeito. Bastou chover para aqueles pontos conhecidos da cidade também sofrerem com as águas. Falamos da rua São Paulo, da avenida Teodoro Rosa Filho, do trecho próximo ao Conjunto Esportivo. Trechos em que as bocas de lobo não aguentam a quantidade de água quando tem chuva forte.

Recorrente
E não é uma situação incomum. Cada chuva mais forte isso ocorre. Dias atrás houve a mesma reclamação. Um bueiro tinha um toco de madeira que também impedia o escoamento da água. O toco foi retirado, mas pelo jeito, não era só ele o problema.

Enquanto chovia
Era lançada a Biografia de Padre Osvaldo de Oliveira Rosa no Teatro Municipal. Por lá uma série de políticos sentavam nas primeiras poltronas. Foi possível vê-los por meio de transmissão ao vivo pelo facebook. Alguns possíveis pré-candidatos a prefeitura estavam presentes. Como os empresários Ricardo Rebelato e Roberto Cacciari, o prefeito Afonso Macchione Neto, João Cesar de Moraes e os vereadores Cidimar Porto e o presidente da Câmara Luís Pereira.

No palco
Macchione subiu ao palco com sua esposa Eloá e sua neta. O prefeito discursou.

Dengue x chuva
Ah nem mesmo a chuva e os pontos de alagamento fazem Catanduva tirar o foco da dengue. E por favor, não pode mesmo. A quantidade de pessoas que ainda buscam atendimentos médicos com sintomas da doença é grande. Chuvas assim então, só auxiliam o aumento dos possíveis criadouros do mosquito.

Namoro
Roberto Cacciari não quer divulgar. Afirma que está estudando as possibilidades, mas há quem diga que o empresário já está prestes a fechar sua ida para o PSDB. E não é de se estranhar essa possibilidade. O PSDB tem interesse de nomes “fortes” na cidade para buscar eleger alguém aqui. Afinal, Marco Vinholi, permanece em secretaria do Estado, enquanto que o pai, ao que se sabe, deve transferir seu local de votação para Barueri.

Ao que parece
Geraldo Vinholi desistiu de Catanduva para tentar ser vice prefeito na cidade atualmente governada pelo pai de Bruna Furlan, deputada e que trabalhou junto dos Vinholis durante a campanha de 2018.

Vai se fechando
Nesse período, vai se fechando então as alianças e novos nomes devem surgir para postularem o cargo de prefeito e vereadores da cidade. A população até já sabe identificar ações daqueles que tem esse interesse. O surgimento repentino em todos os eventos, as divulgações de ações realizadas e por ai vai…

Enquanto isso…
Os possíveis postulantes já dão o ar da graça em empresas e outros locais da cidade. Cacciari tem percorrido comércio e indústrias da cidade e divulgado nas redes sociais.

Em breve
Será no dia 11 de fevereiro, portanto, terça-feira, que o recurso apresentado pela Câmara de Catanduva contra a decisão monocrática de reconduzir Macchione ao cargo será analisado pelo Tribunal de Justiça.

Erosão
SAEC (Superintendência de Água e Esgoto de Catanduva) executou mais uma fase de serviços emergenciais, visando conter a erosão em APP (Área de Preservação Permanente) no Parque José Cury, por onde passa uma adutora que abastece essa região da cidade. Na atual etapa, foram implantadas duas aduelas de concreto a céu aberto, preenchidas por rachão (pedra graúda) para reforçar o sistema de contenção das águas da chuva. Foram utilizados maquinários da Prefeitura de Catanduva para a implantação da estrutura abaixo da tubulação, construída anteriormente, há duas semanas. A expectativa é que as aduelas possam absorver e dissipar o volume de águas pluviais que passa antes pelos tubos. A SAEC continua monitorando a obra. Apesar da forte chuva registrada em Catanduva na noite desta quarta-feira, dia 4, a estrutura não foi abalada. A área atingida pela erosão foi aterrada.

Da Redação