Peneira Fina

PENEIRA FINA – 07/02/2019

Assine

Sem mudanças
O prefeito Afonso Macchione Neto tentou convencer os vereadores do pacote de medidas já elaborados no ano passado em busca de criar um fundo para o pagamento do dissídio. Até a ultima terça-feira, os parlamentares acreditavam que na reunião o chefe do Executivo falaria sobre a possibilidade de outros meios para garantir esse pagamento e de uma única vez. Macchione argumentou que o pacote para o dissídio seria a melhor maneira de reduzir os custos da administração – passando a folha de pagamento da Secretaria de Meio Ambiente para Saec – e guardando neste fundo os pouco mais de R$ 300 mil mensais.

Será que passa?
Ao que parece os vereadores não saíram da reunião satisfeitos. Para eles, o pagamento dessa forma tão demorada, não funcionaria, já que a Prefeitura teve a oportunidade (palavras deles) de aprovar algumas mudanças na lei da Saec e não o fez. Assim, não consegue utilizar o superávit para pagar o dissidio.

Em entrevista
No ano passado, o prefeito falou até mesmo sobre a situação da Saec nessas propostas apresentadas. “Para quem falar que estaremos sangrando a Saec. Não estaremos. A autarquia deixa de mandar dinheiro para prefeitura e tem mais um detalhe: a nossa lei comtempla, que se caso a Saec necessitar de recursos, a prefeitura transfere”, disse. “Resolve um problema não criado da nossa administração, deixando bem claro. Um passivo absurdamente alto. É uma situação que estamos tentando solucionar. Nesses dois anos não estamos fazendo outra coisa a não ser pagar divida”.

Simcat
E como o Sindicato dos Municipiários de Catanduva (Simcat) enxerga esse retorno da proposta? Está favorável ou contra o pacote de medidas? Fato é que logo a prefeitura tem de entregar a justiça os valores já corrigidos e individualmente de cada servidor. Foi até mesmo contratada uma empresa para auxiliar na elaboração dos cálculos.

Sem cara de bons amigos
Pelo menos nas fotos apresentadas pela assessoria de comunicação, o prefeito Afonso Macchione Neto não estava com cara de “bom amigo” ao lado dos vereadores. Macchione ao centro ao lado de Daniela Arieta, e em cada “ponta” estava Enfermeiro Ari e Wilson Paraná, dois opositores ferrenhos ao seu mandato e, principalmente obras realizadas.

E agora, José?
Enquanto Enfermeiro Ari participava da reunião, fotos e mais fotos da erosão em obra de galeria pluvial na Antonio Girol eram divulgadas, quer seja pelas redes sociais ou em aplicativos de conversação. E agora a prefeitura terá de responder. A obra pode estar em andamento e erosões como estas podem ocorrer e a prefeitura considerar normal, mas o morador que tem a calçada destruída não vê dessa maneira…

Dengue
Catanduva ainda não tem um número de casos alarmantes de dengue. Mas prevenir sempre é o melhor remédio. A prefeitura pretende intensificar a área do bairro Vila Lunardelli na fiscalização contra o mosquito Aedes Aegypti , região que se concentrou nos últimos dias mais casos suspeitos. É bom o catanduvense colocar a barba de molho porque a vizinha Rio Preto já está passando por um surto da doença.

Em Rio Preto
Com o surto de dengue em Rio Preto – são 453 casos confirmados da doença e outros 1.624 em investigação – uma das estratégias adotadas pelo município para garantir a assistência qualificada a pacientes acometidos pela doença é a criação de dois Centros de Hidratação, onde pacientes receberão os cuidados necessários para o tratamento da dengue. Um dos Centros ficará no atual Núcleo Integrado de Reabilitação (NIR), localizado na Avenida Domingos Falavina, 1.470, Jardim Marajó (região CEU). Já o serviço realizado no local será transferido para o prédio do antigo Ambulatório de Especialidades – ARE. A previsão é que esse Centro comece a funcionar no dia 18 de fevereiro, com atendimento diário de 24h, e 50 leitos. O outro Centro de Hidratação ficará na Região Central/Sul, com outros 60 leitos, mas sem previsão de início.

Interdições
A SAEC informa que nesta quinta-feira, dia 7, realizará substituição de ramal de água na rua Minas Gerais, 720, entre as ruas 7 de Fevereiro e Belo Horizonte.
Para que a obra possa ser realizada, a autarquia interditará temporariamente o trânsito entre às 7h e 11 horas. Em caso de chuvas, o serviço poderá ser adiado. Já a Prefeitura de Catanduva informa que foram autorizadas pela Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos (STU) interdições em dois pontos da cidade. Na rua Sete de setembro, entre as ruas Municipal x Quatorze de Abril, Bairro Higienópolis, no dia 9 de fevereiro, sábado, das 15 às 18h, para a instalação de um totem comercial e na avenida. Theodoro Rosa filho (parcialmente), entre as ruas Nhandeara x av. Pastor Dutra x av. Francisco A. Romão Filho, Pq. Iracema / Solo Sagrado, no dia 9 de fevereiro, das 16 às 20h, para a realização da 4ª Corrida Mr. Jhubi em prol do Hospital de Câncer de Catanduva.

Boa ideia
O Departamento de Educação para o Trânsito da Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança de Rio Preto desenvolve, ao longo desta semana de voltas às aulas, campanha voltada para alunos, pais e responsáveis. Panfletos com orientações sobre a travessia correta em faixa de pedestres e os riscos de embarcar e desembarcar crianças por meio de parada em fila dupla estão sendo entregues em escolas municipais e estaduais por servidores da secretaria. Catanduva poderia fazer o mesmo.

Da Redação