Peneira Fina

PENEIRA FINA – 01/11/2019

Mudança no trânsito
A Prefeitura de Catanduva fez alterações no sentido do trânsito na avenida São Vicente de Paulo e na rua Morro Agudo, entre as bairros Parque Iracema e Vila Celso. Equipes da Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos (STU) começaram a trabalhar no local ontem, alterando sinalizações verticais e de solo. De acordo com a STU, o objetivo é transformar a avenida São Vicente de Paulo em mão única de direção, sentido centro-bairro, entre as ruas Ipês e Orlândia. A mudança proporcionará mais segurança a condutores e pedestres, tendo em vista o grande fluxo de veículos e à intensa movimentação de clientes no comércio local.

Morro Agudo
Para viabilizar a alteração na avenida, o trabalho teve início pela rua Morro Agudo, que já foi transformada em mão única de direção, sentido bairro-centro, entre as ruas Orlândia e Ipês – do semáforo da avenida São Vicente até a praça Espanha. Nesse ponto, será possível retornar à São Vicente ou seguir para a José Nelson Machado.“A avenida São Vicente é uma ligação importante entre bairros, cujo crescimento comercial tem aumentado o risco de colisões entre veículos nas conversões feitas nos cruzamentos e, sobretudo, de atropelamentos, haja vista a passagem constante de pessoas de um lado ao outro da via”, analisa a secretária de Trânsito, Maria Luiza Sprone.

Comentaram
A mudança nem mesmo foi finalizada e muitos moradores questionaram a realização. A avenida São Vicente de Paulo é o principal acesso de diversos bairros naquela região e também de moradores de Pindorama.

Movimento
O que não pode deixar de ser falado é que, de fato, em determinados horários, o trecho da avenida onde fica instalado um supermercado, fica tumultuado. Muitas vezes a fila de veículos ultrapassa dois quarteirões.

Decisão
Mário Maurici, ex-prefeito de Franco da Rocha, conseguiu no Supremo Tribunal Federal reverter sentença do Tribunal Superior Eleitoral na qual o tornava inelegível. Maurici foi candidato a deputado estadual e recebeu pouco mais de 74 mil votos, mas não pode assumir a cadeira. Por conta disso, Beth Sahão, que era suplente, assumiu uma vaga. A decisão do STF pode fazer com que o ex-prefeito tente conseguir assumir o mandato de deputado, e desta forma, fazendo com que Beth, deixe a vaga.

Em nota
Diante da divulgação da decisão do STF, Beth encaminhou nota. “Com relação à notícia que vem sendo divulgada, relativa à decisão do STF que reverteu a condição de inelegibilidade do candidato Mário Maurici, quero dizer que continuo focada nas ações de meu mandato, que são inúmeras e visam o bem do povo de nosso Estado. Até o momento, não recebi nenhuma comunicação do Judiciário indicando que eu possa vir a perder a cadeira na Assembleia Legislativa. Advogados proeminentes que consultei foram unânimes em afirmar que essa decisão do ministro Gilmar Mendes não tem o poder de gerar efeitos retroativos, na medida em que o outro candidato não chegou a ser diplomado nem a tomar posse. Nesse sentido, segundo me foi informado por esses especialistas da área jurídica, a sentença apenas permite que ele possa se candidatar futuramente, sem ser barrado pela Lei da Ficha Limpa, ao passo que eu continuo deputada. Por outro lado, estou ciente de que o Direito não é uma ciência exata, razão pela qual reconheço a possibilidade de um revés”.

Complementou
“Particularmente, preferiria que essa última possibilidade não se concretizasse, porque sei o quanto meu mandato é importante para a população, especialmente em nossa região. Sou a única deputada de Catanduva e, ciente que estou de minha responsabilidade, tenho procurado destinar importantes recursos para obras e para projetos na saúde e na área social. Por isso mesmo, enquanto essa situação não se define, a única atitude que posso tomar é seguir trabalhando firme em meu mandato, pela melhoria da vida do povo paulista. Deus é Senhor da razão. Independentemente do desfecho desse caso, estejam certos: PERMANECEREI ATUANDO NA VIDA PÚBLICA, SEMPRE PRONTA A DEFENDER OS INTERESSES DE CATANDUVA E REGIÃO, PORQUE A CIDADE CONFIA EM MIM E É MINHA MISSÃO RETRIBUIR ESSE CARINHO E APOIO”, disse Beth.

Grupo de Trabalho
O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA), publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (30), uma resolução que constitui um Grupo de Trabalho (GT) multidisciplinar com o objetivo de levantar informações e elencar as medidas necessárias à prevenção e respostas ao acidente com derramamento de petróleo que atingem a costa brasileira.“Embora a responsabilidade constitucional sobre acidentes de grande magnitude em mares seja da União, estamos monitorando o avanço das manchas de óleo na costa brasileira e a chegada no sul da Bahia acendeu o sinal de atenção. Nossas equipes articulam medidas preventivas. Se eventualmente for necessário estaremos preparados para atuar em parceria com o Governo Federal”, explica o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido.

Grupo de trabalho I
O GT está sob a coordenação do secretário executivo da SIMA, Luiz Ricardo Santoro, e tem como membros representantes da coordenadoria de fiscalização, CETESB, Instituto Florestal, Instituto Geológico, Fundação Florestal, SABESP, EMAE e DAEE. O Grupo vai promover debates e diálogos com as Prefeituras, comunidades tradicionais, pescadores, polícia entre outros fatores que podem auxiliar na preservação ambiental.

Reunião
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participa nesta sexta-feira (1º/11), em São Paulo (SP), da reunião com ministros da Saúde do Mercosul. Entre os temas que serão discutidos, estão cobertura vacinal, banco de leite materno e negociação de compra de medicamentos. Além do Brasil, também participam representantes da Argentina, Uruguai e Paraguai.

Da Redação