Início - Pessoas são os maiores ativos de uma organização
Opinião

Pessoas são os maiores ativos de uma organização

Existe organização sem pessoas? Não. Elas são, portanto, o maior patrimônio de qualquer empresa. Quando os colaboradores são valorizados, existe uma real troca de conteúdo e não apenas de palavras. É preciso que os líderes adotem práticas como o diálogo aberto e o compartilhamento de condutas e crenças, criando, assim, um espaço onde cada ser humano seja estimado pelo que é.
Ou seja, as pessoas devem se sentir livres para levantar questões e ponderar ideias que ajudem a equipe a atingir suas metas.
Gestores, por sua vez, precisam ir além dos resultados financeiros. Hoje, mais do que nunca, empresas com negócios baseados em ESG (Environmental, Social and Governance) são mais bem vistas pelo mercado. A área de responsabilidade social diz respeito, justamente, às práticas como pluralidade e inclusão, cultura corporativa, direitos humanos, saúde e bem-estar dos colaboradores. Mais do que nunca, líderes precisam estar cientes de que o comprometimento com as condutas sociais, ambientais e de governança precisa ser algo genuíno. E é preciso dizer que isso hoje é mensurável. Já não basta mais implantar programas sustentáveis apenas para “fazer bonito”. E tudo começa no entendimento de que a autoridade não se expressa pela hierarquia, mas sim pelas orientações que são compartilhadas com a equipe.
De fato, a comunicação aberta e horizontal tem um impacto transformador e cria uma cultura positiva de engajamento. Na S.I.N. Implant System, temos provas recentes disso. Em 2020, ano muito difícil em razão do surgimento da covid-19, havia alguns possíveis caminhos para nossas ações frente à instabilidade econômica que nos afrontou. Mas logo que a pandemia chegou, tivemos como prioridade absoluta a proteção dos nossos colaboradores. E nosso público interno respondeu com resultados muito expressivos para os negócios da S.I.N.
Posso afirmar que existe um círculo vicioso sempre que temos colaboradores engajados. Essa é a receita mais eficaz de se atingir metas e ter sucesso. E atingir objetivos reforça ainda mais essa entrega, porque as pessoas têm consciência plena de que fizeram a diferença para alcançar o sucesso.
No mais, vale lembrar que investir no capital humano é forma mais genuína para se reter talentos. E é assim que se cria uma atmosfera de trabalho saudável, com o cenário ideal para assertividade, melhoria contínua e crescimento de market share.
Imagine sempre a empresa como se fosse uma maratona. Colaboradores valorizados tendem a competir com prazer, ultrapassar concorrentes e cruzar a linha de chegada entre os primeiros, tendo destaque no pódio.
Acima de tudo, é preciso entender que cada ser humano, com suas habilidades, conhecimentos e background, é de um valor inestimável na construção do futuro da empresa. Como disse Franklin Roosevelt: “Um bom líder não pode ir muito longe dos seguidores”.
Sobre a S.I.N. Implant System: referência mundial em produtos para implantes dentários, a S.I.N Implant System tem DNA brasileiro e está no mercado desde 2003. Hoje, seu parque fabril de última geração entrega mais de 5 milhões de produtos acabados, todos os anos, com presença em mais de 25 países. Com uma trajetória de conquistas apoiada nos princípios simplicidade, inovação e nanotecnologia, a S.I.N. Sistema de Implante já é referência global. A marca atua no mercado desde 2003, oferecendo as melhores linhas de implantes dentários do mundo, além de componentes protéticos. A empresa tem como visão oferecer o que há de melhor e mais seguro na área de implantodontia, utilizando, para isso, tecnologia de ponta e equipamentos de última geração, que passam por rigoroso controle de processos. A excelência em qualidade dos produtos é garantida e comprovada por meio de certificações nacionais e internacionais. O sonho de restaurar sorrisos, iniciado com a Sra Neide e o Dr. Ariel Lenharo continua vivo. Em tempo: Ariel Lenharo foi o primeiro doutor em implantodontia do Estado de São Paulo, tendo também realizado sua pós-graduação nos Estados Unidos, no Pankey Institute. Neide e dr. Lenharo estiveram à frente da companhia até 2009, quando o controle acionário da S.I.N passou para o fundo de investimentos Southern Cross Group, equity firm líder e mais antigo dedicado ao mercado latino-americano, com mais de U$ 2,8 bilhões investidos em 38 empresas em todo o continente. Mais informações em www.sinimplantsystem.com.

Fernando Henriques
diretor financeiro da S.I.N. Implant System.

*ARTIGOS ASSINADOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DO JORNAL O REGIONAL