Saresp avalia desempenho de 46 mil estudantes na região
Com as mudanças no teste deste ano, será possível fazer raio-x mais abrangente do desempenho escolar da rede paulista
Foto: Arquivo/Governo de SP - Para os estudantes do Ensino Médio, o Saresp será integrado ao Provão Paulista
Por Da Reportagem Local | 24 de novembro, 2023

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) definiu para 5 e 6 dezembro a aplicação do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo, o Saresp, para estudantes do 2º, 5º e 9º ano do Ensino Fundamental. Além dessas classes, de maneira inédita, todos os alunos dos anos finais do Fundamental participaram das provas em novembro.

Com as mudanças, será possível fazer um raio-x mais abrangente do desempenho escolar da rede paulista. Na região de São José do Rio Preto, são 46 mil estudantes matriculados na etapa. Já na Diretoria de Ensino de Catanduva, há 4.490 alunos do 6º ao 9º ano.

Outra mudança do Saresp é a ampliação do conteúdo avaliado nos exames. Nas edições anteriores, as questões eram focadas nos componentes curriculares de língua portuguesa e matemática. A partir de agora, as provas dos anos finais do Ensino Fundamental incluem as quatro áreas do conhecimento previstas no Currículo Paulista para cada etapa. No caso do Fundamental são: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

“Em 2022, o Saresp registrou a participação de cerca de 1,3 milhão de estudantes do 2º, 3º, 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio. Para este ano, a previsão é que consigamos mensurar as habilidades de um contingente muito maior de alunos e, assim, traçar melhor as estratégias de aprendizagem”, diz Renato Feder, secretário de Educação de São Paulo.

Além das escolas estaduais, sob administração da Seduc-SP, o Saresp é aberto a unidades do Centro Estadual Tecnológica Paula Souza, do Serviço Social da Indústria (Sesi), além de redes municipais e particulares. A adesão depende da manifestação prévia dessas instituições.

Os resultados das provas do Saresp, junto com os dados de fluxo escolar dos estudantes (taxas de aprovação, reprovação e abandono), compõem o Índice de Desenvolvimento da Educação de São Paulo (Idesp), que é divulgado todos os anos pela Seduc-SP e serve de termômetro para as políticas públicas e planejamento das unidades de ensino.

PROVAS

Em novembro, a Seduc-SP aplicou as provas dos estudantes do 6º ao 8º ano. Composta por questões de múltipla escolha, a novidade foi o formato 100% digital – em desktop, notebook e tablet – para o grupo, que também valerá para os do 9º ano. Já os estudantes do 2º e 5º do Ensino Fundamental seguem com o formato impresso. A duração dos exames é de 3h30.

PROVÃO PAULISTA

Para os estudantes do Ensino Médio, o Saresp será integrado ao Provão Paulista, nova forma de acesso ao ensino superior instituído pela Secretaria da Educação em parceira com a USP, Unesp, Unicamp, Univesp e nas Fatecs. Para esse grupo, as provas também serão aplicadas em duas datas, de acordo com a série e área de conhecimento, e em formato impresso. Os participantes matriculados na 3ª série também deverão compor uma redação dissertativa-argumentativa.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 24 de julho de 2024
Terceiro lote do Imposto de Renda destina R$ 61,6 milhões à região
Por Da Reportagem Local | 24 de julho de 2024
PAT de Catanduva tem quase 100 vagas de emprego disponíveis
Por Da Reportagem Local | 24 de julho de 2024
Abertas as inscrições para a Olimpíada de Eficiência Energética