Imbatível, Altobeli Silva conquista três títulos no Troféu Brasil
Catanduvense foi campeão brasileiro nos 5 km, 10 km e 3 mil metros com obstáculos, mas não estará nas Olimpíadas
Foto: Wagner Carmo/CBAt - Altobeli Silva foi um dos principais protagonistas do Troféu Brasil de Atletismo
Por Guilherme Gandini | 01 de julho, 2024

O catanduvense Altobeli Silva foi simplesmente imbatível no Troféu Brasil de Atletismo, realizado no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, no final de semana. Foram três medalhas de ouro em três categorias disputadas – 5 km, 10 km e 3 mil metros com obstáculos. O Troféu Brasil é o campeonato mais importante do atletismo brasileiro.

A primeira medalha de Altobeli foi obtida na sexta-feira, dia 28 de junho, na prova de 3.000 metros com obstáculos, sua especialidade, com o tempo de 8:48:28. Já a segunda medalha foi conquistada no sábado, 29, na prova de 5 km, com 14:19:72 e a terceira veio no domingo, 30, nos 10 km, com 29:46:31. Agora ele contabiliza 18 medalhas de ouro na competição nacional.

“Campeão brasileiro, três provas diferentes, cinco quilômetros, dez quilômetros, entre os melhores atletas do Brasil, estou muito contente, muito feliz de verdade. Eu tenho que agradecer a todos os meus patrocinadores. Não sou sozinho, né? Enfim, eu sou muito grato também ao meu treinador Clodoaldo do Carmo, do Esporte Clube Pinheiros, meu clube”, celebrou.

Altobeli confirmou a O Regional que, apesar do desempenho invejável, não estará na lista dos 36 atletas convocados para os Jogos Olímpicos. E explicou os motivos.

“Bati na trave, antes classificava 45 atletas, agora classificam só 36. Como eu treinei para a maratona, tentei para as Olimpíadas e não consegui fazer o índice, voltei a me readaptar para os 3 mil metros com obstáculos, prova pela qual já fui para duas olimpíadas. Eu fiquei seis meses nessa prova e o tempo não foi o suficiente para eu me readaptar e voltar a competir em alto nível, a ponto de estar numa Olimpíada, apesar de eu ter sido campeão brasileiro”, detalhou.

SEQUÊNCIA

Nos planos do multicampeão estão a Maratona de Floripa, em 25 de agosto, as Dez Milhas Garoto, em 29 de setembro, a Maratona de Curitiba, em 17 de novembro, e a Corrida de São Silvestre, no dia 31 de dezembro. “Vou buscar as colocações top 3 em todas essas provas”, diz.

Altobeli completa dizendo que as três primeiras ele pensa em ganhar, mas que no caso da São Silvestre é diferente. “É muito estratégico, tudo pode acontecer em uma prova assim cheia de surpresas, então você tem que estar com o pé no chão, eu vou mais cauteloso.”

Quanto às Olimpíadas, a meta do catanduvense e trabalhar para disputar uma vaga em 2028. “Entreguei meu melhor, fiz meu máximo, abdiquei, viajei, abri mão de feriado, sábado e domingo, não deixei de entregar aquilo que eu tinha de melhor. Infelizmente não deu.”

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Da Reportagem Local | 18 de julho de 2024
Jogo do Novorizontino terá ação especial da Campanha do Agasalho
Por Da Reportagem Local | 15 de julho de 2024
Novorizontino cede empate no Jorjão e recebe a Chapecoense na quinta
Por Guilherme Gandini | 14 de julho de 2024
Nadador catanduvense se destaca no Paulista e foca Jogos Regionais