Descubra os sinais: saiba quando considerar uma avaliação neurológica
Médico Gustavo Herrera alerta que pequenas mudanças nas crianças podem indicar a necessidade de uma consulta
Foto: Divulgação - Gustavo Herrera diz que cada criança pode manifestar sintomas de maneira diferente
Por Da Reportagem Local | 17 de maio, 2024

Você já se perguntou se as dificuldades de aprendizado ou as mudanças de comportamento do seu filho são apenas uma fase passageira ou algo mais sério? Reconhecer os sinais e sintomas que podem indicar problemas neurológicos é fundamental para garantir o bem-estar e o desenvolvimento saudável da criança.

"Distúrbios do sono, como insônia ou sonambulismo, podem indicar problemas neurológicos que precisam ser investigados. É importante observar a frequência e a gravidade desses sintomas para avaliar a necessidade de uma consulta com um neurologista. É importante destacar que os pais devem estar atentos aos sinais que o filho pode apresentar. Alguns comportamentos podem ser apenas parte do desenvolvimento normal da criança, mas outros podem indicar a necessidade de uma avaliação neurológica”, explica o médico neurologista Gustavo Herrera.

Das dificuldades de concentração e aprendizado até alterações repentinas de comportamento, qualquer sinal pode indicar a necessidade de uma avaliação neurológica. Problemas como atrasos no desenvolvimento motor, dificuldades na fala, distúrbios do sono, crises de ansiedade ou mudanças bruscas de humor podem ser indicativos de questões neurológicas subjacentes.

De acordo com o especialista, a avaliação neurológica precoce é fundamental para identificar possíveis problemas e iniciar o tratamento o mais rápido possível, uma vez que quanto antes o acompanhamento começar, melhores serão os resultados para o desenvolvimento da criança.

“É crucial compreender que cada criança é única e pode manifestar sintomas de maneiras diferentes. Portanto, é essencial não ignorar os sinais e buscar orientação profissional se notar algo incomum no desenvolvimento ou comportamento do seu filho”, reforça.

Herrera ainda afirma que a avaliação neurológica precoce pode fornecer respostas importantes e orientar o tratamento, se necessário. “Um pequeno passo hoje pode fazer toda a diferença no futuro do seu filho. Priorize a saúde e o bem-estar dele, buscando a orientação de um profissional qualificado.”

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 23 de junho de 2024
Médico alerta que pedra na vesícula atinge até 20% da população adulta
Por Da Reportagem Local | 19 de junho de 2024
Unimed Pela Vida reúne colaboradores no Hemonúcleo de Catanduva
Por Guilherme Gandini | 18 de junho de 2024
Catanduva confirma mais duas mortes por dengue e chega a seis no ano