Esportes

BAX Catanduva é Notificado Pela LBF Por Causa de Problemas no Ginásio

PROBLEMAS foram constatados na estreia do time feiticeiro em casa contra Presidente Venceslau (Marcelo Delgado)
Assine

O BAX Catanduva foi notificado pela Liga Nacional de Basquete Feminino (LBF) por causa de problemas apresentados no Ginásio de Esportes Anuar Pachá, local onde aconteceu a estreia do time em casa contra Presidente Venceslau. Segundo a LBF, um número grande de infrações aconteceu no local e algumas exigências não foram cumpridas pelo time feiticeiro.
De acordo com a diretoria do BAX, alguns problemas foram ocasionados devido à chuva e o jogo precisou ser interrompido por três vezes.
“Na quadra tinha goteiras e isso acabou molhando a quadra onde o jogo precisou ser interrompido por três vezes. Lá fora alagou, precisou tirar os carros e nosso medo era de ter que cancelar o jogo. Ai teríamos que pagar hotel para a equipe do time adversário que é de Presidente Venceslau e também para a equipe de arbitragem até que a chuva passasse”, diz Fernanda. Conforme informações da diretoria do BAX, dentre as medidas corretivas que devem ser solucionadas até o dia 29, às 15 horas estão: vazamento em torneira no vestiário dos árbitros, goteiras devido à chuva, falta de sinalização em LED das tabelas, publicidade fora do padrão previsto, falta de seguranças particulares, transmissão via Web fora do padrão estabelecido para a plataforma, dentre outras.
De acordo com o presidente da LBF Ricardo Molina, a notificação foi necessária devido ao um número grande de infrações.
“Primeiramente a gente não notifica a equipe sem ela saber no que ela errou. Então elas receberam. Após o jogo estive com a Nathália (Burian), que é a responsável, expliquei para ela e fiz algumas sugestões inclusive, falei sobre o que seria feito. Porque? Porque o número de infrações foi muito alto e tudo isso que foi infringido da regra foi muito bem informado que deveria ser feito”, diz Molina.
O presidente da liga ressalta que se na vistoria do dia 29, o ginásio não tiver em condições plenas para a realização do jogo, a diretoria do time deve indicar um novo local.
“A nova vistoria será no dia 29, se por um acaso não forem resolvidos os problemas, Catanduva precisa indicar um novo ginásio e eu vou até lá para fazer a vistoria até o próximo jogo que é dia 2”, informa Molina.
A técnica Fernanda acredita que contará com o apoio da Prefeitura de Catanduva para resolver os problemas que forem da competência do poder público.
“A gente acredita que os problemas serão resolvidos. Principalmente porque a gente acredita que o prefeito Afonso Macchione Neto tem muito carinho pelo esporte, não somente pelo basquete, mas pelo esporte de Catanduva. E nesse ano tem o centenário da cidade e ele (prefeito) não vai deixar o basquete de fora já que ele foi um dos grandes incentivados para a retomada do basquete na cidade. O basquete de Catanduva, na época da Hortênsia levou o nome da cidade até para fora do Brasil. A gente sabe que saúde e educação são prioridades no governo, mas o esporte está ligado à saúde e a educação. Então eu acho que ele (prefeito) vai nos ajudar”, diz Fernanda. De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Catanduva, a Liga de Basquete Feminino (LBF) notificou o Bax Catanduva para que sejam tomadas medidas corretivas para sanar problemas verificados no Ginásio Anuar Pachá.
“Foram apontados vazamento em torneira no vestiário dos árbitros, goteiras durante a chuva, falta de sinalização em LED nas tabelas, publicidade fora do padrão previsto, falta de seguranças particulares, transmissão via Web fora do padrão estabelecido para a plataforma, entre outros. Com base no documento, a próxima vistoria está agendada para o dia 29/01, às 15h, estando desautorizadas partidas oficiais da LBF no local até a referida data.
A Prefeitura de Catanduva está tomando providências que lhe sejam pertinentes, de forma conjunta à diretoria do clube, para fazer as adequações”, detalha o setor.
O próximo jogo está marcado para acontecer no dia 2 de fevereiro, às 19 horas, contra Campinas.
“Até lá nós vamos ver as condições da quadra do Conjunto Esportivo do Parque Iracema para saber se vamos poder jogar lá ou não”, finaliza Fernanda.

Karla Sibro
Da Reportagem Local



Assine O Regional

Digital Mensal
R$19,90 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital + Impresso (Sáb e Dom)
R$41,70 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal impresso aos sábados e domingos
Digital + Impresso (Ter a Dom)
R$65,90 / mês
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo