Cultura

Festival de Teatro Reúne Mais de Mil e Trezentas Pessoas em Catanduva

Assine O Regional Online

O 18º Festival de Teatro de Catanduva, realizado entre os dias 8 e 17 de setembro, foi prestigiado por mais de 1.300 pessoas. Ao todo, o festival contabilizou treze peças, três atividades formativas e o envolvimento de mais de 90 artistas, entre técnicos, atores, diretores e produtores.
Para que pudesse acontecer, o evento contou com a parceria dos coletivos artísticos de Catanduva, que contribuíram com a sua participação na programação. “O festival tomou forma e foi executado graças à organização entre os artistas e a Secretaria, que caminharam lado a lado em razão de uma só causa”, disse a diretora de Cultura, Cris Anovazzi.
Para o diretor do Núcleo SALA 18 e Flor de Chita Rafael Beck, o festival deu certo porque é fruto de uma ação conjunta entre poder público e os artistas. “Essas parcerias são fundamentais em diversos sentidos. Num momento de crise como esse que enfrentamos, a tendência é que os governos cortem ações. Entretanto, aqui foi diferente”, disse.

“Tivemos casa cheia em praticamente todas as apresentações. A pluralidade da nossa programação, com oferta de espetáculos para os mais diversos públicos e faixas etárias, contemplando múltiplas linguagens e estéticas artísticas, foi fundamental para o sucesso do festival”, reforçou Cris.
“Havia um interesse por parte dos grupos em fazer um festival independente. Sabendo disso, fomos convidados a fazer juntos o festival. Esperamos que essa parceria aconteça sempre daqui pra frente e não somente nos anos de crise. Por enquanto só nos resta comemorar”, ressaltou Back, responsável por unir a classe teatral nesta ação.
As peças foram encenadas no Sesc, Centro Cultural “Édie José Frey”, Praça 9 de Julho e Bosque Municipal. Além dos coletivos artísticos, o evento realizado Prefeitura de Catanduva, por meio da Secretaria de Cultura, contou com a parceria do Sesc e Jornal O Regional. O evento teve também o apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, da organização social Poiesis e Projeto Ademar Guerra.
“E já estamos nos preparando e somando esforços para que, no próximo ano, possamos fazer um festival tão bom ou melhor do que o realizado neste ano. Mais uma vez, contaremos com a colaboração de todos os nossos parceiros, que foram fundamentais nesse processo”, finalizou a diretora de Cultura.

Da Reportagem Local