Cidades

Vereador Daniel Palmeira Pede Abertura de Inquérito Por Calúnias

Pedido para abertura de inquérito foi feito ao delegado seccional
O primeiro-secretário da Câmara, vereador Daniel Palmeira de Lima (PDT) solicitou a abertura de inquérito criminal para que a Polícia Civil investigue o crime de calúnia e difamação que o parlamentar seria vítima. O oficio solicitando a abertura do inquérito foi enviado na última terça-feira.
Conforme oficio encaminhado ao delegado Pedro Antonio Artuzo, titular da Seccional de Catanduva, o vereador afirma que pelas redes sociais, por meio de um perfil de uma mulher  sua imagem estaria sendo denegrida e além de instigar a população contra a representatividade do vereador na Câmara. “Em referidos comentários, que não representam a vontade da população e, fogem de longe ao direito constitucional de livre manifestação, pensamento e expressão, tece comentários pejorativos, injuriosos, e difamatórios. Isso não é democracia é a degradação da pessoa, tanto da parte física quanto a moral do vereador, do qual foi eleito pela vontade e representatividade de uma grande parte da população que essa minoria está tentando desestabilizar”, afirma.
No documento também foi anexado um “post” de uma suposta jornalista. “Olá, sou jornalista e estamos a procura de membros da Igreja Assembleia de Deus para repassar algumas informações que recolhemos”, afirma na publicação. 
Na publicação, a suposta jornalista menciona que Daniel Palmeira estaria envolvido em crime de enriquecimento ilícito; cita a esposa do parlamentar e fala sobre o trabalho particular que desenvolve. “Tendo em vista a gravidade dos fatos, o qual configura os crimes de calúnia, injuria e difamação, aguardamos a apuração dos fatos relatados e a punição judicial dos responsáveis”, consta. 
Karla Konda
Da reportagem local
Foto: Divulgação