Início - Verão Atípico Marca Mínima de 16 Graus de Temperatura
Cidades

Verão Atípico Marca Mínima de 16 Graus de Temperatura

O motivo dessa mudança tão expressiva neste ano está na chuva (O Regional)

Tempo nublado, friozinho, muita gente pegando as blusas do guarda-roupas…. pode até parecer cenário de outono, ou de inverno, mas estamos falando do verão. Não é qualquer verão, mas sim um dos mais atípicos dos últimos anos. O motivo é que nos dois últimos dias as temperaturas caíram drasticamente e ontem (8) chegaram a 16 graus, conforme informa a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).
A máxima desta quinta-feira ficou na casa dos 22 graus, um resultado bem diferente do visto no mesmo período do ano passado, em que ficou em 30 graus. Quando é analisado o dia 8 de novembro de 2016, o verão era ainda mais quente, com 33,8 graus de temperatura na máxima.
O motivo dessa mudança tão expressiva neste ano está na chuva, que demorou mais para aparecer, só nesse segundo semestre ganhou força, mas que agora dá sinais de melhora até na qualidade do ar. Para se ter uma ideia, em 2017, a umidade relativa do ar chegou a 49%, sendo que o indicado é a partir de 60%. Ontem, ela chegou a 99%.
Só na última quarta-feira (7), os meteorologistas apontavam para chuva acumulada que passaria dos 100 milímetros em dois dias. Ontem, as instabilidades ficaram no período da manhã, mas foram mais intensas no período da tarde, por conta da formação de uma nova área de baixa pressão.
“Nesta sexta-feira as chuvas e a nebulosidade diminuem, mas principalmente no norte ainda haverá pancadas de chuva com a persistência de um canal convergente de ventos úmidos. No leste e capital são esperadas chuvas mais fracas ou chuviscos. No fim de semana as temperaturas voltam a se elevar; amanhece sob névoa úmida, mas a nebulosidade já diminui pela manhã. À tarde, as temperaturas mais elevadas e a umidade promovem pancadas de chuva e trovoadas esparsas na maior parte do estado, porém, ainda é no norte que ocorrem as mais intensas”, informa o meteorologista Franco Nadal Junqueira.

Outubro já bateu recorde
O mês de outubro foi finalizado com volume de chuva 50% maior neste ano. O balanço de novembro tem tudo para também ser expressivo, se formos levar em consideração esses oito primeiros dias.
De 1981 a 2018, a média registrada no município é de 106 milímetros em outubro e neste ano, a Cidade-Feitiço registrou 160 milímetros, ou seja, 50,94% acima da média.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local