Cidades

Três Empresas São Abertas a Cada Dia em Catanduva

Números englobam academias, comércio varejista, de livros, de confecções (Divulgação)
Assine O Regional Online

Três empresas são abertas a cada dia em Catanduva. A média, que é expressiva, leva em consideração o período de janeiro a setembro (até o momento) em que foram 954 novos negócios na Cidade Feitiço. Os dados são da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).
Com o resultado, são 14.761 empresas em todo território catanduvense. Os números englobam academias, comércio varejista, serviços médicos, de livros, de confecções, de funilaria, entre outros. Entre os segmentos, as microempresas lideram os novos comércios da cidade. Foram 872 no período. Na sequência estão as empresas de pequeno porte (44) e em terceiro as empresas de porte normal (38).
Apesar de ser significativo, principalmente em época de desemprego alto em todo país, o número de empresas abertas em Catanduva neste ano é 11,3% menor do que o visto no mesmo período do ano passado. Isso porque na época foram 1.076 novos negócios na Cidade Feitiço. Uma média de quatro novas empresas por dia. Entre os empreendimentos abertos na época estavam os de transporte escolar, o comércio varejista, serviço de cuidados com idosos, além do atacadista de carnes.

305 fecharam as portas
Dados do mesmo levantamento mostram que até julho foram 305 empresas que fecharam as portas em Catanduva. Assim como na abertura, as microempresas lideraram os fechamentos do ano. Foram 272 que encerraram as atividades no período. As empresas de porte normal vêm logo em seguida com 19 fechamentos. As de pequeno porte somavam 14 fechamentos. Os números deste ano eram 2,8% menores do que o visto no mesmo período do ano passado, com 314 empresas que fecharam as portas. Assim como o visto neste ano, as microempresas lideravam os fechamentos (270), seguidas das empresas normais (29) e das de pequeno porte (15).

Recorde no país
Em todo território brasileiro foram criadas 581.242 novas empresas. Os dados levam em consideração apenas os três primeiros meses do ano, mas já é o maior para o período em 17 anos, quando teve início a série história do Indicador Serasa Experian que calcula o nascimento das empresas. Além do recorde nos últimos anos, o resultado do trimestre é 12,6% maior ao visto no mesmo período do ano passado, em que foram 516.201 novos negócios. Em março outro recorde. Foram 210.724 empresas à mais, resultado 19,5% maior do que o comparativo com fevereiro em que houve o registro de 176.319 empresas novas. O número também foi maior do que o mesmo período do ano passado, já que em março de 2016 foram 184.560 novas empresas.
Economistas do setor apontam que essa quantidade elevada de novas empresas é determinado pelo “empreendedorismo de necessidade”. O motivo é que com as taxas de desemprego nas alturas, os desempregados abrem o próprio negócio como forma de gerar renda, principalmente no setor de serviços.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local

Patrocinado: