Início - Temperatura mais baixa do ano

Temperatura mais baixa do ano

Ápice em catanduva foi registrado às 7 horas, quando termômetro da Cetesb marcou nove graus.

Ontem, por volta das 7 horas, Catanduva registrou a temperatura mais baixa do ano até aqui. De acordo com dados da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), o período registrou nove graus centígrados. Entretanto, durante a madrugada, a temperatura registrou máxima de apenas 12 graus.
No domingo, dia 29, a temperatura mínima foi registrada às 6 horas, com 11 graus. De acordo com o instituto Somar de Meteorologia, a previsão para os próximos dias é que o frio permaneça.
A prevalência principal será de frio intenso durante as noites e as manhãs, com tempo mais seco e quente durante o dia. “Devido à falta de nuvens, os índices de radiação podem variar e aumentar, principalmente nessa época do ano”, comentou Olívia Nunes, meteorologista.
Outro problema que deve ser registrado é a baixa umidade relativa do ar. O ar seco polar que cobre São Paulo deixou baixa a umidade relativa do ar na tarde de ontem, apenas 27%. Apesar do tempo aberto e do sol o ar frio inibe a elevação da temperatura. Faz 25 graus.

Cuidados
A partir de maio, a umidade relativa do ar tende a cair com mais frequência. A consequência do chamado tempo seco para a saúde vai desde ardência e ressecamento dos olhos, boca e nariz, por exemplo, até o agravamento de doenças respiratórias.
Para evitar ou minimizar a ocorrência de problemas de saúde em decorrência do tempo seco, a  Secretaria de Estado da Saúde indica alguns cuidados importantes.
Crianças e idosos são os mais afetados pela baixa umidade do ar. Por isso, é necessária atenção especial a esses dois grupos de pessoas. O cuidado essencial, neste caso, é incentivar a ingestão de bastante água, além de sucos naturais feitos de maneira adequada, e água de coco.
Também é importante manter a  higiene doméstica, evitando o acúmulo de poeira, que desencadeia problemas alérgicos. Dormir  em local arejado e umedecido pode contribuir para uma noite de sono tranquila. Os ambientes podem ser umidificados com toalhas molhadas, reservatórios com água e até umidificadores. Recomenda-se, ainda, o uso de soro fisiológico para manter a lubrificação dos olhos.
A pele também merece atenção especial neste período. Evite banhos com água muito quente, que provocam o ressecamento da pele, e use sempre que possível um creme hidratante. Em caso de irritação das vias aéreas e dos olhos, use soro fisiológico para lavar os olhos e as narinas.
“São cuidados simples, mas que podem fazer toda a diferença neste período de tempo seco, ajudando a manter a saúde e a qualidade de vida de todos os paulistas”, diz o coordenador estadual de Saúde, Ricardo Tardelli.

%d blogueiros gostam disto: