Início - SIMA Entrega Novos Veículos Na Região De Rio Preto Para Fiscalização Ambiental

SIMA Entrega Novos Veículos Na Região De Rio Preto Para Fiscalização Ambiental

Divulgação

Nesta segunda-feira (27), a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) por meio da Coordenadoria de Fiscalização e Biodiversidade (CFB) destinou dois veículos Fiat Toro para atendimento da região de São José do Rio Preto que abrange o município de Catanduva. Os automóveis serão utilizados para vistorias, na operação Corta Fogo e demais atividades que a Coordenadoria de Fiscalização e Biodiversidade desenvolve no estado.
Ao todo serão entregues 32 caminhonetes modelo Fiat Toro 4×4, que serão distribuídas entre a sede e as 14 regionais da CFB e vão substituir parte da frota com mais de dez anos de uso. “Estamos sempre melhorando as condições de trabalho, equipando com tablets e novos veículos, por exemplo. É um reconhecimento do trabalho que tem sido feito no estado de São Paulo para a população”, destacou o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente Marcos Penido.
Os veículos serão utilizados em operações para fiscalizar desmatamentos, extrações ilegais, focos de incêndio e monitoramento das Unidades de Conservação. Desde o início do ano, as equipes de fiscalização emitiram 12.040 autos de infração ambiental, dos quais aproximadamente 4.100 são referentes a flora.
“Eles são mais adequados para o trabalho de fiscalização que desenvolvemos no estado e permitirá acesso a terrenos mais acidentados, bastante comuns na rotina diária. Teremos mais celeridade nas operações”, explicou o coordenador da CFB Sergio Marçon.
Pela primeira vez, a modelagem de contrato de locação de frotas foi adotada pela SIMA como uma estratégia para otimizar os custos e ganhar eficiência. Entre as vantagens: manutenção facilitada (gastos são de responsabilidade do contratante), maior eficiência (carros à disposição), menos burocracia (com as taxas de licenciamento e seguros) e pacote de serviços de acordo com a necessidade. O valor do investimento, de R$ 1.299.997,44 ao ano, é proveniente da Taxa Ambiental Estadual e não impacta no Tesouro Estadual.

Ariane Pio
Da Reportagem Local

%d blogueiros gostam disto: