Início - Secretaria Da Segurança Promove Atendimentos Psicológicos Para Policiais Civis e Militares

Secretaria Da Segurança Promove Atendimentos Psicológicos Para Policiais Civis e Militares

O “Setembro Amarelo” é o mês em que se alerta sobre a importância da conscientização do suicídio, a Secretaria da Segurança Pública destaca os programas criados pelo órgão para apoio psicológico aos policiais civis e militares.
Direcionado aos policiais militares foi criado, em 1997, o Sistema de Saúde Mental da Polícia Militar (SiSMen) constituído por um conjunto de programas e serviços que visam a saúde mental, prevenção do adoecimento e do suicídio por meio de intervenções no campo da psicologia e do serviço social. Entre as atividades, destaca-se o “Programa de Prevenção em Manifestações Suicidas (PPMS)”, em que são atendidos os policiais ativos e veteranos. Com ações preventivas em três níveis (universal, seletiva e indicada), são promovidas medidas a fim de identificar, reduzir e eliminar fatores que induzam ao suicídio.
Para que sejam obtidos melhores resultados ainda são oferecidos outros serviços como psicoterapia individual e em grupo, palestras preventivas e programas específicos em diferentes fases da vida profissional do policial militar, como: Programa de Acompanhamento e Apoio ao Policial Militar – PAAPM fornecido a policiais envolvidos em ocorrências de alto risco, assim como, aos profissionais que apresentam dificuldades de adaptação; Programa de Aconselhamento Psicológico (PrAP) direcionado aos militares que estão concluindo a formação técnico-profissional e iniciando a carreira na Instituição, favorecendo a adaptação ao serviço; Programa de Sensibilização para Encerramento da Carreira Policial Militar (PROSEN), busca de qualidade de vida aos policiais militares que se aproximam da condição de veteranos.
Já a Polícia Civil também disponibiliza serviços de atendimento psicológico desde o ingresso na Instituição, por meio do Núcleo de Orientação Psicológica (NOP) da Academia de Polícia Dr. Coriolano Nogueira Cobra (Acadepol).
O núcleo presta acompanhamento aos alunos dos cursos de formação de todas as carreiras, policiais da ativa e aposentados em processo de avaliação para porte de arma. Promove atendimentos psicoterápicos, palestras informativas e de sensibilização e cursos especiais e de aperfeiçoamento sobre temáticas de Saúde Mental e valorização da vida.
Os policiais ativos também contam com o Núcleo Psicossocial existente na Divisão de Prevenção e Apoio Assistencial (DPAA), do Departamento de Administração de Planejamento da Polícia Civil (DAP). Neste Núcleo estão incluídas várias ações no apoio aos agentes na questão da saúde mental para melhor desempenho pessoal e profissional visando uma melhor qualidade de vida.
São atendidos policiais que procuram apoio psicológico e assistencial e, também, os encaminhados pelas respectivas autoridades de suas unidades, familiares e colegas de trabalho.

Ariane Pio
Da Reportagem Local