Cidades

Saúde de Santa Adélia Recebe Orientação Sobre Bolsa Família

Capacitação ocorreu na Câmara Municipal (Divulgação/Prefeitura)

Na última semana, ser­vidores da área da Saú­­de de Santa Adé­lia participaram de uma capa­­citação sobre o Cadastro Úni­co e Programa Bolsa Família (PBF), oferecido pela secre­tá­ria do Bem-Estar Social e ges­tora do Cadastro e do Bolsa Fa­mília, Marcela Alvares. A in­formação é da Prefeitura Municipal da cidade.
O Programa tem como fun­ção primordial retirar as fa­mílias de condições precá­rias de sobrevivência e ofere­cer condições para que as fu­­tu­ras gerações tenham melho­res condições de vida. Uma das formas de alcançar essa me­lhoria são as condiciona­lidades de Saúde, Educação e Assistência Social. “É impor­tante que os funcionários das Unidades de Saúde conheçam as regras e outros aspectos que envolvem essa política de transferência de renda”, afir­mou o órgão. A saúde é responsável por acompanhar o desenvolvi­men­to dos bebês para que pos­­­­sam ter um crescimento saudável, e isso é feito por meio da pesagem e acompa­nha­mento da carteira de vaci­na­ção. Essa avaliação ocorre ao longo de seis meses e caso a família não tenha cumprido as regras o bene­fício é bloque­ado e, após al­guns meses, po­de ser cance­lado.
Além de detalhar as regras e a legislação do Bolsa Fa­­mília, a gestora do Programa alertou sobre a importância desse benefício como um di­­reito, alegando que não cabe julgamento de valor sobre quem recebe a transferência de renda, pois a função do fun­­­­cionário das três políticas que envolvem o Programa é fazer esse direito ser garantido a quem está dentro das regras para ser beneficiário.
“Mais uma vez a Saúde nos dá a oportunidade de fazer um bom trabalho em conjunto, pois, quanto mais informações temos, melhor será o serviço que oferece­re­mos aos cida­dãos”, disse Mar­cela.

Da Reportagem Local