Início - Saúde Convoca Pais Para Vacinação Contra HPV em Meninos e Meninas

Saúde Convoca Pais Para Vacinação Contra HPV em Meninos e Meninas

A Secretaria Municipal de Saúde convoca os pais ou responsáveis para a vacinação contra o HPV em meninos e meninas. O setor não descarta a possibilidade de ações para imunização dentro das escolas neste ano em Catanduva. A vacina HPV protege contra vários tipos de cânceres em mulheres e homens. A informação foi divulgada após questionamento da reportagem de O Regional.
Devem receber as doses as garotas na faixa etária dos nove aos 14 anos e os garotos entre 11 e 14 anos. No ano passado, mais de 1.600 vacinas foram aplicadas na Cidade Feitiço. Desde quando foram incorporadas no Calendário Nacional de Vacinação, as doses foram aplicadas em quatro milhões de meninas que buscaram as unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) para completar o esquema com a segunda dose, somando no total 41%. Na primeira dose foram quatro milhões de meninas protegidas, o que corresponde a 63,4%. A cobertura vacinal só está completa com as duas doses, por isso quem tomou a primeira dose deve voltar ao posto após seis meses.
“O esquema de vacina contra o HPV, ou papiloma vírus humano, será de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas, à princípio aplicadas nas unidades de saúde. Entretanto, a Secretaria de Saúde não exclui a possibilidade de ações dentro das escolas, medida que irá variar de acordo com a realidade da população da área de abrangência de cada unidade”, informa a Secretaria Municipal de Saúde.
“A orientação é para que os pais procurem a unidade de saúde mais próxima de sua casa para informações e aplicação das doses. Até o momento, não há indicação do Governo do Estado para meta de vacinação neste ano”, complementa o setor.
O Ministério da Saúde aponta que a vacina contribui com a redução da incidência de cânceres nas mulheres e homens. “No mundo, dos 2,2 milhões de tumores provocados por vírus e outros agentes infecciosos, 640 mil são causados pelo HPV. A vacina utilizada no país previne 70% cânceres do colo útero, 90% câncer anal, 63% do câncer de pênis, 70% dos cânceres de vagina, 72% dos cânceres de orofaringe e 90% das verrugas genitais. Além disso, as vacinas HPV protegem contra o pré-câncer cervical em mulheres de 15 a 26 anos, associadas ao HPV16 /18. As vacinas é segura e não aumenta o risco de eventos adversos graves, aborto ou interrupção da gravidez”, informa o setor.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local