Cidades

Projeto Social Atende 120 Crianças Carentes e Incentiva a Prática Esportiva

CRIANÇAS aprendem com o basquete a esperança de um futuro promissor (Divulgação)
Assine

Projeto Social atende 120 crianças carentes e incentiva a prática esportiva. O objetivo é formar cidadãos conscientes e formadores de opinião pautados na atividade esportiva. O basquete é a modalidade escolhida para atender e resgatar crianças e jovens carentes, alguns em situação de vulnerabilidade.
Há um mês o trabalho atende crianças de três bairros de Catanduva: Bom Pastor, Gabriel Hernandes, Eldorado e Jardim Gaviolli.
O idealizador do projeto Afonso Wasdestilha, jogador profissional de basquete, ressalta a importância do projeto para formação de cidadãos conscientes.
“Temos por objetivo proporcionar as crianças e jovens um processo ensino aprendizagem em educação física que considere a diversidade, valores sociais, éticos, morais e o desenvolvimento motor, tendo o basquetebol como estratégia de intervenção pedagógica”, informa Wasdestilha.
A equipe organizadora é formada por Wasdestilha, uma coordenadora, uma secretária, um professor de educação física, um estagiário voluntário de educação física, uma professora de Inglês voluntária e amigos.
“O projeto foi iniciado com intuito de levar a modalidade basquete 3×3 em determinados bairros, restaurando e incentivando a prática do esporte e a cultura na nossa comunidade. Temos também como objetivo proporcionar a crianças e adolescentes a oportunidade de praticar esporte. Esse projeto é realizado com crianças e adolescentes (seis a 18 anos). Temos também como objetivo a formação do caráter das crianças através de diversas atividades que serão realizadas nas aulas, juntamente com a inclusão social. Além de levar a modalidade basquete, aplicaremos as aulas com termos técnicos em inglês, e estaremos conscientizando sobre outros diversos temas como: alimentação, importância da atividade física/mental. Em adição, temos como meta ser um coach na vida dessas crianças/adolescentes e mostrar as possibilidades de cada uma como indivíduo na sociedade”, constata o idealizador do projeto.
As aulas acontecem as quartas e sextas-feiras em dois períodos: das 8h30 às 10h e das 14h às 15h30, na quadra do Bom Pastor.
No Gabriel Hernandes as aulas acontecem as terças e quintas-feiras, das 8h30 às 10h e das 13h30 às 15 horas, na Quadra do Gabriel Hernandes.
No Gaviolli, as aulas são as terças e quintas-feiras, das 15h30 às 17 horas, na Quadra do Gaviolli.
A organização procura patrocinadores para ajudar a dar continuidade ao projeto. “No momento temos parceria com um restaurante que fornece almoço terça e quinta. Estamos em busca de patrocinadores que possam ajudar com a alimentação (frutas e sanduíches) para os treinos e patrocinadores que possam ajudar com sapatos e roupas, materiais escolares e precisamos de alguma empresa de transporte para locomoção e futuras viagens com as crianças em jogos, eventos, campeonatos e ou capital financeiro”, conclui Wasdestilha.

Karla Sibro
Da Reportagem Local



Assine O Regional

Digital Mensal
R$19,90 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital + Impresso (Sáb e Dom)
R$41,70 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal impresso aos sábados e domingos
Digital + Impresso (Ter a Dom)
R$65,90 / mês
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo