Cidades

Professores Da Rede Municipal De Itajobi Tem Capacitação Com Samu

Cerca de 150 professores e funcionários das escolas municipais de Itajobi participaram da capacitação realizada pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) Regional de Catanduva.
Realizado na quinta-feira, (26), na EMEF Inácio da Costa, o treinamento teve foco em primeiros socorros. A etapa cumpre exigência da Lei nº 13.722, de 2018, conhecida como Lei Lucas, que torna obrigatório o curso para equipe escolar de ensino infantil e básico.
O objetivo é que os funcionários saibam como agir em situação de emergência enquanto a emergência médica especializada não estiver no local.
Ainda segundo a norma, as escolas deverão contar obrigatoriamente com um kit de primeiros socorros, que deverá estar de acordo com as determinações das entidades especializadas em atendimento emergencial.
Você já ouviu falar na Lei Lucas? Muitas pessoas não conhecem essa lei que tem por objetivo primordial proteger as crianças do ensino infantil e básico de acidentes comuns que podem ocorrer em ambientes escolares. A lei torna obrigatória a aplicação de cursos que preparem os professores e funcionários de escolas, públicas e privadas, de ensino infantil e básico no atendimento de primeiros socorros aos estudantes.
A necessidade dessa lei ocorreu devido a um acidente que ocorreu com Lucas Begalli, uma criança de apenas 10 anos de idade, que perdeu a vida em um simples passeio escolar. Essa fatalidade poderia ter sido evitada se houvesse preparo sobre primeiros socorros pelas pessoas responsáveis pelo evento.
Lucas Begalli tinha apenas 10 anos quando perdeu a vida em uma excursão da escola que frequentava, em Campinas. O motivo: asfixia mecânica que ocorreu em questão de minutos. Ou seja, ele se engasgou com um pedaço de salsicha do cachorro quente que serviram no lanche. Mas não recebeu os primeiros socorros de forma rápida e adequada. Segundo peritos da época seria possível que, se houvesse tentativas de reanimá-lo antes da chegada da UTI móvel, talvez ele estivesse vivo.