Cidades

População Reclama de Infestação de Carrapatos no Santa Paula

CAPIVARAS ficam no Lago dos Ipês e população afirma que a noite elas vão próximo das residências (O Regional)
Assine

População reclama da infestação de carrapatos no Santa Paula, Solo Sagrado II e no Parque Iracema. Segundo os moradores, o surgimento de carrapatos se deu após o aparecimento de capivaras que ficam no Parque dos Ipês. A preocupação da população é com o carrapato estrela que pode transmitir doenças, dentre elas a febre maculosa.
A dona de casa Gertrudes Almeida, moradora do Santa Paula, ligou para a redação de O Regional para fazer a reclamação.
“Eu moro pertinho do Lado dos Ipês. Depois que colocaram as capivaras lá, não tive mais sossego. Quando faz calor elas invadem as nossas casas. Elas vêm perto da gente. O meu quintal não tem portão. Outro dia achei um monte de carrapatos no chão. Tenho um netinho de cinco anos que mora comigo e se um carrapato picar ele? Ele pode até morrer. Pode pegar doença do carrapato e até essa tal de febre maculosa, Deus nos livre que isso não aconteça, mas alguém tem que tomar alguma atitude”, diz a dona de casa.
Outro morador também ligou para a redação para fazer a reclamação. De acordo com Osvaldo Anastácio dos Santos, mecânico, as capivaras já entraram em seu quintal.
“Não sou contra os bichos, mas eles têm que ficar no habitat deles e não no nosso. Eu tenho medo de pegar alguma doença. Eu trabalho no fundo de casa e outro dia tinha uma capivara aqui no meu quintal. Ainda não encontrei carrapato aqui, mas tenho medo porque trabalho deitado no chão e tenho medo de algum bicho desses. Eu espero que alguma medida seja tomada”, afirma Santos que mora no Solo Sagrado II.
O caso também já chegou aos ouvidos do vereador Gaúcho que fez requerimento solicitando providências. “Tive muitas reclamações, a população tem medo de picadas de carrapato. Isso é muito perigoso. Fiz requerimento solicitando que o setor competente tome alguma providência. Na madrugada, as capivaras estão invadindo as casas e isso além de assustar os moradores pode trazer alguma doença”, afirma Gaúcho.
Neste ano, Catanduva registrou o primeiro caso de febre maculosa. Embora a doença não tenha sido contraída na cidade, o caso serve de alerta a toda a população. De acordo com especialistas, a febre maculosa é transmitida por meio da picada de carrapato estrela contaminado por uma bactéria chamada ‘Rickettsia rickettsii’.

Karla Sibro
Da Reportagem Local




Assine O Regional

Digital Mensal
R$19,90 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital + Impresso (Sáb e Dom)
R$41,70 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal impresso aos sábados e domingos
Digital + Impresso (Ter a Dom)
R$65,90 / mês
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo