Início - PENEIRA FINA – 13/03/2020

PENEIRA FINA – 13/03/2020

“No apagar das luzes”
Macchione deve deixar nos próximos dias o cargo de prefeito. O advogado tem tentado reverter a situação, mas o Tribunal de Justiça já disponibilizou o acórdão que derrubou a liminar para mantê-lo no Executivo e ele deve ser notificado, possivelmente hoje. O Fórum daqui já recebeu a certidão ontem à tarde. Talvez não dê tempo para mudanças. Mas, com as palavras do próprio prefeito, “no apagar das luzes”, ele recebeu a notícia sobre a inclusão de Catanduva no plano da RUMO para a renovação da concessão da malha ferroviária. E a cidade poderá ganhar nos próximos anos a retirada do trilho da área central da cidade. Uma boa noticia dentre as ruins para ele.

Recordando
Os trilhos do trem – mais precisamente a aprovação do projeto de novo traçado pelo DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte – foi anunciado também por Macchione, no finalzinho, finalzinho de seu mandato em 2012. Naquela ocasião, Macchione chegou a fazer uma coletiva, reunião, enfim, no auditório da prefeitura.

Demora mais um pouco
Apesar de Catanduva ter sido incluída no plano de renovação da concessão da malha ferroviária, e ter essa inclusão aprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), vai demorar um pouco mais para ver essa mudança se tornar realidade. Previsão repassada para Macchione é de que obras comecem em 2022.

Mais pode demorar mais
Por que a obra vai depender exclusivamente da RUMO e a empresa terá de realizar nos próximos anos uma porção de melhorias em toda a malha ferroviária que administra. Incluindo o contorno ferroviário em São josé do Rio Preto, numa quantidade de quilômetros bem maior que aqui. No total, salvo engano, 54 km.

Desapropriações
Terá também todo o trâmite de desapropriações de áreas para que se construa a nova linha férrea saindo na área central da cidade. e isso se for judicialmente e sem acordo com os proprietários das áreas, pode levar um bom tempo.

Aguardamos
Enquanto Macchione não é intimado e também não consta na publicação do Diário Oficial Eletrônico, segue à frente da administração e Marta, segue em se manifestar a respeito.

Discurso mais calmo
Em entrevista, Macchione apresentou um discurso mais calmo do que vinha fazendo antigamente e até mesmo quando retornou ao cargo. Falou sim sobre os projetos que não foram aprovados pela Câmara, mas não criticou de forma contundente os vereadores.

Não volto
E reforçou até mesmo o que muitos políticos estavam esperando ouvir. “Em hipótese alguma eu volto para qualquer atuação política”. Agora, com essa declaração, muitos já estarão se alinhando e preparando para a campanha eleitoral de 2020.

Nas redes
A notícia sobre a inclusão de Catanduva no plano da RUMO repercutiu nas redes sociais e até mesmo pelos possíveis pré-candidatos neste ano. Roberto Cacciari comentou: “Li há pouco, que o Tribunal de Contas da União, aprovou a inclusão do projeto, para RETIRADA dos trilhos do centro de Catanduva. Fico feliz, a nossa posição foi UMA SÓ , não aceitamos nenhum projeto paliativo. TEMOS QUE RETIRAR OS TRILHOS DO CENTRO DE CATANDUVA E PRONTO !!! Vão vendo !!”.

Mais de Catanduva
Beth Sahão não falou a respeito dos trilhos, mas tem divulgado mais sobre ações em Catanduva. Recentemente, postou sobre a Estação de Tratamento de Esgoto em Catanduva e ontem comentou sobre a construção do Nova Catanduva.

Derrubado
O Congresso Nacional derrubou na quarta-feira (11) o veto total ( VET 55/2019 ) do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 55/1996 . Com a decisão, a renda per capita familiar para se ter acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) sobe de um quarto de salário mínimo (R$ 261,25 em valores atuais) para meio salário (R$ 522,50). O veto foi derrubado por 45 votos de senadores e 302 de deputados.

Preparado?
O Brasil está se preparando para o crescimento rápido no número de casos da doença Covid-19 (causa por novo tipo de coronavírus). A afirmação é do secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, que esteve no Senado na quarta-feira (11) para participar de audiência pública na Comissão de Fiscalização e Controle (CTFC). A doença foi classificada como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Interdição
A SAEC informa que a avenida 24 de Fevereiro será interditada nesta sexta-feira, dia 13, entre as ruas Minas gerais e Bahia, das 7 às 11 horas. Na ocasião será executada a substituição de ramal de água. Apesar disso, não está prevista interrupção do abastecimento de água. A orientação é que motoristas evitem transitar nas imediações durante o período de execução dos trabalhos que devem se estender até as 11 horas.

Da Redação

%d blogueiros gostam disto: