Início - PENEIRA FINA 06/08/2020

PENEIRA FINA 06/08/2020

Bom dia, mas bom dia mesmo!
A coisa anda tão estranha que ficamos esperando curiosos e afoitos para “o que virá agora?”. Na lousa de nossa central de inteligência já tem: Maremoto, Marta vice, pandemia, nuvem de gafanhotos, explosão, Marta prefeita… Uffa ! Seria maldade dizer que nossa prefeita faz algo de errado, pra isso ela teria que fazer algo; Temos uma Regina Duarte pra chamar de nossa.

Gabinete do ódio
Nas repartições da prefeitura dizem que o único gabinete do ódio é a balança, o primeiro escalão olha pra balança e diz: FAKE NEWS !

Carroças da Saúde
Precisou do neto de uma senhorinha brigar para que opinião pública conhecesse os veículos da secretaria que buscam doentes. É o mesmo modelo de “furgãozinho” usado por empresas de telecomunicações pra transporte de cabos, indiscutivelmente inadequado para atender uma idosa de 82 anos debilitada e passando mal que ontem acabou falecendo. (nossos sentimentos e respeito à familia enlutada). Detalhe, esses mesmos carros que disseram não ser ambulância, são os mesmos utilizados para transporte de pacientes para fora do município. Às vezes 50 km, as vezes 100 km e as vezes até 400 km de distância de Catanduva.

Capas da Saúde
Funcionários da saúde estariam revoltados com os jalecos comprados pelo secretário Ronaldo. “são mais finos e mais frágeis que coador de café lavável cinco vezes” disse uma amiga jornalista. O jeito está sendo usar dois, um por cima do outro. Se eu for atendido por alguém com esse jaleco posso até morrer, mas é de rir. Tanto a quantia comprada e o montante de dinheiro gasto são significativos. Não é porque dissemos que tem de gastar que vão sair jogando dinheiro fora, dissemos para “fazerem gestão” e não para “provocarem indigestão”.

A Venezuela brasileira
Catanduva está parecendo a Venezuela: Tem muito dinheiro, mas está todo ali no meio administrativo soltando as migalhas só quando a opinião pública cai em cima. Espero que nenhum vereador venha querer mudar o nome da cidade para “Venezueira”.

Pós-Pandemia
Tudo que desejamos fazer que dependemos de terceiros para ajudar a pessoa diz: “Depois da pandemia a gente vê”. Vender propaganda então, (affh) pra rádios, jornais revistas e sites está quase que impossível. A palavra “te ligo na segunda” virou “depois da pandemia”.

Pré-Candidatos
Roberto Cacciari mostrou-se indignado quando soube dos protocolos de atendimento da saúde, ambulâncias, carroças, aventais etc. O possível prefeiturável, que sempre foi ligado a questões sociais independentemente de candidatura, chegou a dizer nos bastidores que se sente preparado administrativamente e pelo jeito juntando forças para ouvir tantas reclamações. Não há um setor administrado pela prefeitura que não necessite de mudanças radicais.

A Limpeza do Centro
Continua um lixão o centro de Catanduva principalmente na Praça da República. A pergunta que me fez um comerciante me intrigou: A empresa contratada pra manter a cidade limpa tem sacado essa grana toda mesmo? (Acredite, se somar entre varrição, recolhimento e aterro sanitário, dá pra comprar muitas barras de ouro disse um amigo que trabalha com fundição). Mas chegou o Corona, sumiu os varredores e a prefeitura pagando alto alegando que não tem dinheiro. Meio contraditório né.!?”

Intercessão
O ‘santo Corona’ continua intercedendo por prefeitos com falta de atitude. Engraçado que ano passado não tinha Corona e a prefeita Marta dizia a mesma coisa: Vou verificar !

Por falar em limpeza
Mandem-nos fotos do centro sempre que ver algo fora do normal, as plantas dos vasos? Estão sem molhar e morrendo isso nós já sabemos, se falar pra prefeita ela irá verificar…Estou aprendendo a lidar com a Marta só agora. Ela está certa. Ela nunca disse que ia resolver, só verificar. Mas mandem fotos, o centro merece uma revitalização e o mínimo é estar limpo.

Todos bem vindos
Repercutiu a nota publicada nesta coluna sobre alguns pré-candidatos não gostarem muito de Cidimar Porto. Na visão dos aliados à candidatura de Ricardo Rebelato, “toda força e união para o mesmo objetivo em comum são bem vindas”. Negaram que haja “ranço” de Cidimar Porto.

Os mesmos
O Consirc abriu o chamamento público para que novas UTIs possam ser utilizadas no atendimento de pacientes com a Covid-19. Mas podemos ter certeza que os interessados serão praticamente os mesmos que hoje já fazem atendimento. O que muda? É que eles irão receber do consórcio em vez de habilitar leitos para receber do Ministério da Saúde.