Início - O DESEMBARGADOR

O DESEMBARGADOR

falemos dele, mas falemos sem rancor, sem ódio, afinal ele é tanto quanto nós outros, um ser em evolução. Nos dias atuais, de certa forma, essa criatura ajuda a decompor o judiciário brasileiro. Uma vergonha para os seus correligionários, os dignos de respeito. Outra vergonha para a família, filhos, netos e outros com laço de parentesco. Não ouso penalizar pessoas sinceras e amigas, pois não sei se ele as tem. Afirmo que semeadura e colheita é a síntese da evolução da alma na lógica temporal. Em verdade, em todas as classes sociais há os que se infiltram para se parecerem melhorzinhos. Entretanto, convenhamos: o mal dele, e que só a ele fere, não é, dentre todos os males, o pior. Outros males existem, por exemplo: o do ministro Alexandre de Moraes que conspurca a Suprema Corte quando, monocraticamente, proíbe ás mídias sociais a liberdade de expressão. Isso constitui claramente uma aberração na história da República, pois se trata de um ditador das arábias. Outro gritante mal foi perpetrado pelo ministro Lewandowski quando, rasgando a Constituição, perdoa parcialmente Dilma, a ex-guerrilheira e ex-presidente da Republica. Um mal de enormes consequências foi a soltura de Lula, um jogo de seis a cinco na prisão em segunda instancia. Há que se afirmar que a “maldade” não é a operadora das ilusões terrenas, não é o sujeito, mas, sim, o patrimônio de quem a possui. Então, protagonistas não faltam. Sejam de primeiro escalão, de segundo, terceiro e quantos outros houver. Não nos esqueçamos de que a O.A.B. tem os seus protagonistas. E quantos! Dão medo. E se o protagonista fosse um dos vinte e seis membros petistas do S.T.J.? Ou ainda, um dos seis do T.S.E.? Enfim, o protagonista poderia ser: juiz, promotor, delegado, escrivão, investigador, governador, senador, deputado, prefeito, vereador, advogado, contador, médico, professor, empresário, fazendeiro, esmoleiro e, pensando na Amazônia, finalizo com lenhador. Após esta peroração convém quedarmo-nos à reflexão: quem somos nós? Por que somos tão desiguais? Somos originários deste planeta? Não! Estamos sozinhos no universo? Que atraso conceitual! O que é de cada religião? Um bem comum! O que somos perante o Supremo Arquiteto do Universo? Seres em evolução! Temos prazo de validade? Em corpo físico, sim! No contexto cósmico, não! Por que enxergamos os defeitos alheios e descuidamo-nos dos nossos? Eis aqui a grande questão! Este articulista, ás vezes, se envergonha dos seus pensamentos e defeitos! Bem, pelo menos tenho o mérito de reconhecê-los. Quando ciência e religião caminharem juntas a sociedade terráquea entenderá as Leis do Criador. Será um grande passo para a nossa humanidade. Teremos então, uma visão de mundos e não só de mundo. Em termos de Brasil estamos negligenciando, pois o panorama mundial é, deveras, bem ameaçador. O Partido Comunista Chinês quer o domínio do mundo. Dizem que a nossa vizinha Argentina já pertence ao Partido Comunista Chinês. Que haja, então, patriotismo e determinação para nos livrarmos dessa saga comunista liderada por Fernando Henrique Cardoso que, em reunião secreta de maio de 1993, em Miami, firmava com líderes esquerdistas do Partido Democrata Americano as bases necessárias; isto é midiático, é dito pelo jornalista e escritor Olavo de Carvalho. Segundo Jeferson Peres, ele, F. H.C. é o bruxo maldoso, mentor primeiro do Foro de São Paulo, o homem mais perigoso da política brasileira. Como se vê, cada um de per si tem o dever de analisar o protagonismo dos integrantes do Supremo Tribunal Federal. Este articulista não tem consideração alguma pelos onze ministros empossados. Alguém duvida que farão de Lula candidato em 2022? Há males alheios que ferem a si próprios, entretanto outros subvertem e escravizam um povo, uma nação; para esses males não basta o perdão. São necessários a prontidão, o patriotismo, a civilidade e, sobretudo, a gratidão ao Criador por nos ter confiado esta Pátria continental tão bela, tão única. Estejamos prontos para defendê-LA. E, se preciso for, com o sangue que nos dá a vida física.

José Luiz Ferreira
contabilista e poeta. email: jlmirria@gmail.com – Procontabil Assessoria Empresarial Ltda.

*ARTIGOS ASSINADOS NÃO REFLETEM A OPINIÃO DO JORNAL O REGIONAL

%d blogueiros gostam disto: