Cidades

‘Nove De Julho – 2019’ Aponta Queda No Número De Mortes Com Acidentes

O Comando de Policiamento Rodoviário, órgão que faz parte da execução da Polícia Militar do Estado de São Paulo, em concordância com o Programa Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade, e ao Programa de Redução de Acidentes de Trânsito e Segurança Viária 2011-2020 (da ONU), realizou, desde as 00h00 do dia 5 de julho, até as 23h59min do dia 9, a Operação ‘Nove de Julho – 2019’, nos mais de 22 mil quilômetros que compõem a malha rodoviária estadual. Durante os cinco dias da ação, o número de vítimas fatais caiu 3,7%.
Conforme informação do Comando, “a maioria dos acidentes poderia ter sido evitada, já que a causa principal deles está relacionada à imprudência, negligência ou imperícia dos condutores. Das 26 vítimas fatais, 12 morreram em decorrência de colisões (46,16%) e 6 mortes foram vítimas de atropelamentos (23,08%), que juntas correspondem a 69,24% do total de mortes. A desatenção, o desrespeito às sinalizações, são fatores que ainda contribuem para essas ocorrências. Em razão disso, o Policiamento Rodoviário tem priorizado as fiscalizações, quanto às ultrapassagens proibidas, excesso de velocidade e outros comportamentos nocivos à segurança viária por parte dos usuários das vias”.
Havendo foco principal na preservação da vida, foram realizadas: 28.739 autuações (aumento de 41,68%); 417 autuações (15,42%) em decorrência de motoristas flagrados sob efeito de álcool ou de outras substâncias psicoativas, que determinem dependência; 5.393 autuações por não utilizarem o cinto de segurança e outros dispositivos de retenção; 1.957 autuações por ultrapassagens pela contramão de direção; 1 autuação em motociclista que estava sem o uso do capacete, viseira ou óculos de proteção; 74 veículos foram removidos para os pátios; 1.022 Carteiras Nacionais de Habilitação recolhidas; 1.861 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos recolhidos.
Vale ressaltar, também, que 55 pessoas (aumento de 10%) foram presas em flagrante por outros crimes. 21 procurados pela Justiça foram recapturados e devolvidos ao sistema penitenciário (aumento de 50%); 1.119,623 kg de drogas apreendidas (443,352 kg de cocaína e pasta base; 662,037 kg de maconha; e outras), bem como 400.000 maços de cigarros apreendidos.

Da Reportagem Local