Cidades

Novais Completa 25 Anos de Emancipação Política Com Programação Especial

A jovem cidade está em pleno crescimento - Foto: Divulgação.
Assine O Regional Online

Hoje haverá show com a Banda Frequência Modulada e amanhã com Tássio e Camargo.

 

 

Novais completa hoje (19) 25 anos de emancipação política com programação especial. A cidade que faz parte da região de Catanduva está em festa. A população estimada em 5.421 habitantes, conforme informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) têm diversas atrações neste fim de semana. A jovem cidade está em pleno crescimento.

Conforme informações da assessoria de imprensa da cidade, a programação começou ontem (18) com culto evangélico com todas as igrejas. Hoje (19) durante todo o dia, haverá um evento na Praça Municipal. As ações serão voltadas as crianças que deverão curtir com pula-pula e outros brinquedos. À noite haverá trenzinho.

A missa na igreja católica está marcada para as 19h30, em seguida haverá show com a banda “Frequência Modulada”. No sábado (20) haverá show com Tássio e Camargo. No domingo a partir das 11 horas diversas atrações estão garantidas aos moradores na Praça Municipal. As atividades serão voltadas tanto para as crianças quanto para os adultos.

História

O distrito de Novais teria sido criado em 18 de dezembro de 1924. Naquela época recebeu o nome de Vila Novais, em terras do município de Jaboticabal. Foi em sete de março de 1935 que foi transferido para Catanduva e em 30 de novembro de 1938 voltou para Tabapuã. O crescimento surgiu aos poucos e 53 anos depois, no ano de 1991 conquistou a própria autonomia se tornando um município.

De acordo com o IBGE, Novais tem uma área estimada de 117,772 quilômetros quadrados e uma densidade demográfica de 38,99 habitantes por quilômetro quadrado. A cidade tem uma altitude de 597 metros, uma distância de 400 quilômetros da capital do estado e 70 quilômetros de São José do Rio Preto e 14 quilômetros de Catanduva.

A agricultura de Novais passou por uma drástica transformação, saindo da tradição do café, para o cultivo de frutas cítricas e recentemente partiu para a cana-de-açúcar. A cidade ainda preserva a pecuária de leite e de corte, só que com menor expressão do que a vista em outras épocas. A cultura do milho se destaca, com altos índices de produtividade.

Entre os moradores da cidade, 80% deles vivem na área urbana e outros 20% na área rural. A população rural é caracterizada em parte pela presença de pequenos e médios produtores que ainda preservam a tradição de morar no campo. Entre a população urbana 70%, vivem do corte da cana de açúcar e da colheita de laranja.

Com o clima propício para a agricultura, a cidade tem uma exploração agropecuária baseada em citros, cana-de-açúcar, seringueira, café, arroz, milho, feijão, plasticultura, piscicultura, avicultura, bovinocultura e suinocultura.

Cíntia Souza

Da Reportagem Local

 

Patrocinado:




Adicionar comentário

Clique aqui para comentar
Click on a tab to select how you'd like to leave your comment