Cidades

Na Reta Final, Vacinação Contra Gripe Segue Abaixo da Meta

VACINAÇÃO está disponível nas unidades de saúde (O Regional)
Assine

A última semana de campanha de vacinação contra a gripe começou com alerta em Catanduva. Isso porque a cobertura vacinal está ainda abaixo da meta estabelecida que é de vacinar pelo menos 90% das pessoas que integram os grupos considerados de risco.
Levantamento divulgado no final da tarde de segunda-feira, dia 11, pela Secretaria Municipal de Saúde aponta que apenas 70% do público alvo tomou a vacina. Isso corresponde a 26,4 mil dos 40 mil cidadãos que precisam prioritariamente ser imunizados.
“Catanduva tem 70% de cobertura vacinal na campanha de imunização contra Influenza. O percentual continua abaixo da meta pactuada pelo Ministério da Saúde, que visa vacinar 90% do público-alvo. De acordo com a mais recente prévia da Secretaria Municipal de Saúde, 20.366 pessoas foram imunizadas na cidade. Outras 6.034 pessoas com doenças crônicas também se vacinaram”, informou a pasta.
Quando considerada a evolução da cobertura vacinal nas últimas semanas fica evidenciado que o cidadão não tem manifestado grande preocupação com a doença apesar de a região já registrar óbitos por alguns tipos de gripes. Isso porque, em sete dias, apenas 673 pessoas procuraram as salas de vacinação. Menos de 100 pessoas por dia.
“Dentro do grupo prioritário, a procura pela vacina é mais baixa entre crianças e gestantes, que correspondem a 50% de imunizados. Das mulheres no pós-parto, 60% se vacinaram. Em seguida, aparecem os idosos com 74% vacinados, dos trabalhadores da saúde foram 81% vacinados. A secretaria faz o alerta para quem ainda não tomou a vacina, principalmente pais e responsáveis por crianças de até cinco anos”, apelou a pasta.
Conforme a Secretaria, após o término da campanha para este grupo prioritário, novo grupo deve ser atendido. “A campanha de vacinação foi prorrogada e termina na próxima sexta-feira, dia 15. Terminado esse período, e houver disponibilidade de vacinas, a imunização poderá ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e a adultos de 50 a 59 anos. As unidades de saúde com sala de vacina funcionam das 7 às 17 horas”, completou.

Nathália Silva
Da Reportagem Local