Início - Mulheres Representam 31,6% dos Candidatos a Vereadores
Cidades

Mulheres Representam 31,6% dos Candidatos a Vereadores

Mesmo com diversas campanhas nacionais buscando por uma participação maior de mulheres na política, neste ano em Catanduva, 31,6% dos candidatos a vereadores é do sexo feminino.
Pesquisa realizada pela equipe de O Regional no Divulga Cand, do Tribunal Superior Eleitoral, mostra que de 196 postulantes para as 13 cadeiras do legislativo, apenas 62 são mulheres. O prazo final para registro das candidaturas foi ontem. A pesquisa é feita com os dados apresentados até às 12 horas.
Segundo o Inter-Parliamentary Union, o Brasil é um dos piores países em termos de representatividade política feminina, ocupando o terceiro lugar na América Latina em menor representação parlamentar de mulheres. No ranking, a nossa taxa é de aproximadamente 10 pontos percentuais a menos que a média global e está praticamente estabilizada desde a década de 1940. Isso indica que além de estarmos atrás de muitos países em relação à representatividade feminina, poucos avanços têm se apresentado nas últimas décadas. Esse cenário se observa em todas as esferas do poder do Estado. Desde as câmaras dos vereadores até o Senado Federal, essa taxa de representatividade ainda permanece muito baixa, mesmo em um cenário no qual 51% dos eleitores são mulheres.
Em Catanduva, a porcentagem de mulheres candidatas nesta eleição é praticamente a mesma que em 2016. Naquele ano, foram 218 candidatos e 31,2% eram mulheres.

Faixa etária – Dentre a faixa etária das mulheres que concorrem às eleições deste ano, a maioria das candidatas tem entre 40 a 44 anos no total de 12. Nove tem entre 45 a 49 anos, o mesmo número daquelas que possuem de 50 a 54 anos e de 60 a 64 anos. Entre os 35 e 39 anos são oito candidatas mesma quantidade entre os 55 a 59 anos . Seis possuem idades entre 30 a 34 anos e duas dos 25 a 29 anos. Nesta lista, entra também a candidata a prefeitura, segundo TSE.

Grau de instrução – O Regional apurou ainda o grau de instrução dos candidatos as eleições proporcionais. A maioria tem Ensino Superior Completo. 80 candidatos fazem parte daqueles que concluíram uma faculdade o que representa 40,8% dos postulantes. Em seguida, temos os candidatos que concluíram o Ensino Médio, num total de 78 (39,7%). Aqueles que completaram o Ensino Fundamental são 16 (8,1%), seguidos pelos que iniciaram os estudos em uma faculdade, 12 (6,1%), aqueles que não finalizaram o Ensino Médio, 6 (3%), com Ensino Fundamental incompleto, 2 e que lê e escreve também 2.

Karla Konda
Editora Chefe