Cidades

Moradores Relatam Problema ao Pagar IPVA em Catanduva

Moradores relatam problema ao pagar o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em Catanduva. O motivo é que multas que já foram pagas aparecem como débitos a serem pagos. A situação já teria sido registrada por muitos contribuintes que só descobrem essa “novidade” quando buscam fazer o pagamento do imposto anual.
Em um dos relatos, o morador, que prefere não se identificar, explica que foi levantar o valor do IPVA do carro da esposa e viu que constavam duas multas aplicadas em Catanduva em aberto, mesmo sendo pagas. Em outro caso, uma situação semelhante foi vista. “A Prefeitura está com algum problema na baixa dessas multas no sistema”, comentou.
Ao ir ao Poupatempo, um dos funcionários teria dito, a um dos moradores que procuraram a nossa reportagem, que essa situação estaria se tornando algo corriqueiro. “Várias pessoas reclamando da manutenção das multas no sistema mesmo tendo sido pagas e a baixa só está sendo possível mediante requerimento na secretaria de trânsito com a comprovação dos pagamentos. Isso vai impossibilitar o licenciamento dos veículos e quem não se precaveu e guardou o comprovante de pagamento será obrigado a pagar novamente”, complementa outro morador.
Procurada pela reportagem de O Regional, a Prefeitura de Catanduva disse que “esses casos estão relacionados a problemas registrados, em anos anteriores, ao programa eletrônico utilizado pela Prodesp – Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo, empresa estadual com quem o município possuía convênio”, informa.
“A solução está sendo analisada caso a caso, com a baixa no sistema ou o devido ressarcimento. A orientação é que o cidadão entre em contato com a Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos (STU) pelo telefone 3531-9194 para que seja feita uma consulta via sistema e, se for necessário, será feita a orientação para que o contribuinte protocole pedido na Central de Atendimento, anexando todos os documentos e comprovantes, se houver”, finaliza o setor em nota enviada a nossa reportagem.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local