Cidades

Hospitais de Catanduva Recebem 76 Novos Residentes

Os hospitais de Catanduva receberam 76 novos residentes. Eles foram recepcionados recentemente em uma integração realizada no Centro Universitário Padre Albino (UNIFIPA/FAMECA). Os médicos vieram do Pará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerias e Tocantins e atuarão nos hospitais da Fundação Padre Albino – Padre Albino e Emílio Carlos. Esses profissionais integram o primeiro ano de Residência Médica nas especialidades de Clínica Médica, Cirurgia Básica, Cirurgia Geral, Pediatria, Obstetrícia e Ginecologia, Ortopedia, Anestesiologia, Radiologia, Cirurgia Plástica, Psiquiatria e Medicina de Família e Comunidade.
Entre eles está Vitor Feitoza Rocha, que veio do Tocantins. Em entrevista ao O Regional, ele contou que está gostando não só da especialidade que está fazendo mas também do acolhimento.
“Cheguei agora, tem uma semana. Estou começando a morar agora em Catanduva. Eu já havia ouvido falar pela prova que fiz que foi em São Paulo. Não sabia muito bem como era a residência, mas quando cheguei aqui superou bastante minhas expectativas, estou adorando a residência de radiologia”, disse.
“É um serviço muito bom, todo mundo muito acessível, chefes muito acessíveis, muito atenciosos, os R+ (que fazem residência há mais tempo) também, todo mundo gente fina, todo mundo me acolheu muito bem. O pessoal do hospital, desde a moça do chão, a técnica de raio X, enfermagem, toda equipe do hospital me recebeu muito bem. Estou gostando da cidade também, é uma cidade bem gostosa para se morar e o clima é muito bom”, complementa Vitor a nossa reportagem.
Na solenidade de boas-vindas, o reitor da UNIFIPA, Nelson Jimenes, cumprimentou os novos médicos.
“Neste ano completamos 50 anos do curso de Medicina. Que vocês tenham o mesmo sucesso que a maioria teve ao final deste processo de aprendizado”, disse.
O coordenador do curso de Medicina da UNIFIPA/FAMECA, Prof. Dr. Jorge Luís dos Santos Valiatti, desejando boa sorte aos novos residentes ressaltou: “Lembrem-se sempre: o paciente é o mais importante de tudo na Medicina”.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.