Cidades

Grêmio Catanduvense Comemora 20 Anos de História

“Avante Guerreiros. E vão lutar por nós. E juntos iremos. Em busca da vitória. É o lema de todos nós” – esse é trecho do hino do Grêmio Catanduvense de Futebol, time que completou, na última sexta-feira (8), 20 anos de história. Na data, foi comemorado o aniversário de fundação do clube, que recebeu homenagem da Federação Paulista de Futebol (FPF).
O ofício foi direcionado ao presidente Reginaldo Marcelo Borges. Nele consta que a Federação “deseja todo o sucesso e congratula o Grêmio Catanduvense de Futebol, nesta importante data em que comemora mais um ano de sua fundação. São 20 anos de história, conquistas e realizações dentro deste esporte pelo qual somos apaixonados. É uma data muito importante para toda a coletividade e desejamos que esse clube tenha ainda mais sucesso continuando a fazer diferença no coração de seus torcedores, com força, empenho e muitas vitórias”, finaliza o texto assinado por Mauro Silva, presidente em exercício da FPF. A história do Grêmio Catanduvense começou no dia 8 de março de 1999, uma forma de suprir a carência da cidade no futebol, depois de alguns times encerrarem as atividades. Na época, o Bruxo recebeu o nome de Clube Atlético Catanduvense.
“Por ter se ausentado por muito tempo de uma competição oficial, o Clube Atlético Catanduvense passou a disputar a Série B2 do Campeonato Paulista. Mais três anos se passaram sem que o clube tivesse uma conquista. Assim, em 2001, a equipe acabou abandonando o campeonato, tendo suas partidas canceladas”, informa a Federação.
Apesar de estar afastado do profissionalismo, o Clube Atlético Catanduvense só cedeu o lugar na competição em 2004, quando o novo Grêmio Catanduvense passou a representar a cidade. Naquele ano, o time não jogou bem, foi eliminado na terceira fase da Segunda Divisão. Por lá ficou até 2006, quando chegou ao acesso da Série A3.
Em 2007 o clube conseguiu ainda mais uma conquista, que foi o acesso à Série A2. Essa competição disputou de 2008 a 2010, sem retornar a elite do futebol paulista. Em 2011, o clube fez uma campanha impecável, com 12 vitórias, oito empates e quatro derrotas. Foi então que conquistou o retorno ao Paulistão. Na classificação geral, ficou em terceiro lugar, ficando atrás do XV de Piracicaba e Guarani.
Em 2012, o Grêmio Catanduvense fez parte do grupo dos 20 melhores clubes do estado de São Paulo. Apesar disso, não conseguiu repetir o primeiro semestre do ano anterior e fez uma campanha completamente diferente, que resultou, ainda conforme os registros da Federação Paulista de Futebol, no rebaixamento.
“Apesar do descenso, o time do técnico Roberval Davino, que comandou a equipe durante as 19 rodadas da primeira fase, conseguiu fazer boas partidas contra Palmeiras, que empatou por 1 a 1 após sair na frente, Corinthians, que perdeu por 2 a 1 de virada, e Portuguesa, que também terminou com um empate sem gols. Durante a fase de classificação do Paulistão Chevrolet 2012, o Catanduvense somou duas vitórias, sete empates e dez derrotas”, informam os registros da Federação Paulista de Futebol.
Em 2013, o clube disputou novamente a Série A2. Conseguiu a sétima colocação na primeira fase, mas depois acabou falhando na tentativa de voltar para a primeira divisão. Atualmente o Grêmio Catanduvense de Futebol está na Segunda Divisão da Série B do Campeonato Paulista 2019.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

/* ]]> */