Início - Governo De São Paulo Dá Dicas Sobre Descarte Correto De Óleo De Cozinha
Cidades

Governo De São Paulo Dá Dicas Sobre Descarte Correto De Óleo De Cozinha

Sem dúvidas, um dos produtos mais danosos ao meio ambiente é o óleo de cozinha já usado. A fim de instruir a população para o descarte correto, o Governo do Estado de São Paulo dá dicas e sugere como realizá-lo de maneira que não agrida o meio ambiente.
“A melhor maneira de armazenar o óleo usado em frituras é em garrafas PET. Para facilitar a entrada do óleo na garrafa é recomendado utilizar um funil. Se necessário, peneire o líquido para evitar o excesso de detritos de fritura. Depois de encher as garrafas, feche bem para evitar vazamento e armazene num local longe da curiosidade de crianças e animais domésticos. Depois, basta levar para um posto de entrega voluntária (alguns postos ficam em supermercados e estabelecimentos comerciais) ou entre em contato com uma empresa ou ONG que possa fazer a coleta do material”, informa a divulgação.
Como consequência, você deve verificar, na internet, onde deixar o material. Nunca faça o descarte na pia da cozinha, pois, normalmente, as residências possuem um sistema conhecido como caixa de gordura que é instalado no encanamento. Feito de PVC ou concreto, sua função é armazenar a gordura proveniente das pias.
Porém, com o tempo e o descarte incorreto de óleo pela pia, ele poderá acumular excesso de gordura e, consequentemente, entupir os encanamentos. Uma vez entupido, o processo para limpar o encanamento é trabalhoso. Além disso, o óleo usado que passa pelos encanamentos pode atingir rios, o que causa sérios problemas ao meio ambiente.
Para se ter uma ideia do potencial poluente, alguns estudos dizem que o descarte incorreto de um litro de óleo de cozinha pode contaminar até um milhão de litros de água. “Ao atingir o solo, ele facilita a sua impermeabilização, fazendo com que não absorva tanto a água das chuvas e, consequentemente, as enchentes sejam mais frequentes. Os efeitos negativos também se estendem para a atmosfera, pois quando o óleo de cozinha usado se decompõe ocorre a emissão de metano, um gás que também causa o efeito estufa”, finaliza a nota.

Da Reportagem Local