Início - Gasolina Fica Mais Cara e Chega a R$ 4 em Catanduva
Cidades

Gasolina Fica Mais Cara e Chega a R$ 4 em Catanduva

Preço dos combustíveis fica mais caro para os consumidores (O Regional)

A gasolina ficou mais cara e chegou a R$ 4 em Catanduva. O reajuste nesta semana pegou vários consumidores desprevenidos. A reportagem de O Regional realizou uma pesquisa de preços em quatro postos de combustíveis da cidade. Além da gasolina, o etanol segue a mesma tendência de alta com R$ 2,59 o litro.
O menor preço da gasolina no levantamento foi de R$ 3,79. O valor máximo visto em Catanduva é 2,5% maior do que o da semana anterior, em que o litro chegava a R$ 3,83. Ou seja, R$ 0,16 mais alto.
A gasolina vendida em Catanduva tem valor maior do que o de Americana (R$ 2,65 o litro), Araçatuba (R$ 3,92), Birigui (R$ 3,93) e a vizinha São José do Rio Preto (R$ 3,87).
Já o etanol que na semana passada custava R$ 2,34 o litro, ficou R$ 0,25 mais caro. O menor preço visto pela reportagem de O Regional foi de R$ 2,39 nesta semana. O litro do produto na Cidade Feitiço é maior do que o visto em Birigui (R$ 2,54), Cosmópolis (R$ 2,49), Diadema (R$ 2,50).

A Petrobras teria justificado que os aumentos nos produtos seriam consequências “do aumento das cotações dos produtos e do barril do petróleo no mercado externo, influenciado pela geopolítica internacional, assim como pela continuidade da política de contenção da oferta pela Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep)”, informou. O aumento dos derivados também teria como consequência a “depreciação do valor do real frente ao dólar”, finaliza.
Esse seria o quarto aumento seguido ao combustível nas últimas semanas. Para se ter uma ideia, no início do mês passado houve queda de 0,2% no preço da gasolina. Nas semanas seguintes ficou 0,9% maior e depois 3,6% mais caro respectivamente.
Os aumentos gradativos fazem parte da nova política de revisão de preços, adotada pela Petrobrás em junho deste ano. Com isso, a petroleira busca o acompanhamento das condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.
Em vez de apontar esse reajuste mensalmente, agora são avaliadas as condições de mercado para se adaptar, o que pode ocorrer todos os dias. O câmbio e as cotações no exterior também são analisados.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local