Cidades

Estudantes da Etec Catanduva conquistam 2º lugar no Hackathon

Na última terça-feira (5), os alunos da Escola Técnica Estadual Elias Nechar, estiveram no Hackathon 2019, apresentando o Projeto Taub School, uma ferramenta para deficientes auditivos, capaz de converter áudios para a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS ou para legenda. No total, dez equipes, incluindo a cidade de Catanduva participaram do evento.
Os catanduvenses conquistaram o segundo lugar do desafio. Para Dalila Godoy, uma das integrantes do grupo, foi emocionante participar do festival. “A sensação de ver seu nome no telão, com todos aplaudindo e lembrar do trabalho que deu pra chegar até ali, todo o planejamento, todas as negociações feitas, ensaios, é um alívio ver o trabalho sendo recompensado. Ficar em 2º lugar, deixando tantas equipes para trás e vendo que todo nosso trabalho realmente valeu a pena, que não foi em vão, nosso esforço nos colocou em uma posição muito alta”, comentou.
O desafio proposto pelo Hackathon deste ano foi a criação de um aplicativo voltado à educação e os alunos da ETEC Catanduva desenvolveram o Taub School, um aplicativo que em sua interface simples e interativa, reconhece a explicação do professor e repassa ao deficiente auditivo de uma maneira que ele possa compreender, além disso, a aplicação oferece o botão dúvida, uma grande inovação que aproxima o aluno e o professor, simplificando a maneira de esclarecer dúvidas.
Além de Dalila, o grupo é formado pelos alunos Rafael de Paulo, Gabriel Bedum e Maycon Oliveira. A turma está confiante e continuará trabalhando no aperfeiçoamento do app. “Mesmo tendo chegado tão longe, ainda não é momento para parar, ainda iremos desenvolver nosso aplicativo e tentar fazer com que a ideia de inclusão em sala de aula aconteça”, finalizou Dalila.

Myllaynne Lima
Da Reportagem Local