Escola Oliveira Barreto Realiza Noite De Autógrafos Com Livros De Alunos

A escola municipal Prof.º José D’Oliveira Barreto, no Jardim Bela Vista, se prepara para mostrar o brilho literário dos alunos do 2º e 3º anos. Livros produzidos pelos próprios estudantes serão apreciados em uma Noite de Autógrafos que será realizada na próxima terça-feira, dia 10 de dezembro, às 18h30.
Os frutos da atividade surpreenderam os educadores e, por isso, a partir de 2020, toda a escola ganhará novos autores.
Diante da preocupação de que alguns alunos não tinham muito contato com os livros, e como consequência, não gostavam de ler, o projeto foi apresentado pela Secretaria Municipal de Educação à coordenadora Carla Cristina Germano. Foi então que a professora Agatha Carolina Dias Freitas começou a procurar por alternativas para reverter esse quadro. “Foi quando encontrei o projeto estante mágica, que busca desenvolver, nas crianças, o gosto pela leitura através da criação de um livro totalmente autoral”, conta, em nota encaminhada ao O Regional.
Ainda de acordo com a nota, foram desenvolvidas diversas formas, ao longo do ano, de engajamento dos alunos ao universo da leitura. “Em setembro, começamos a produção das obras. A ideia de criar um livro mexeu muito com os alunos e eles começaram a buscar inspirações para suas histórias. O projeto contou com a participação dos pais e responsáveis e isso foi o que tornou ainda mais significativo todo o processo”, continua a educadora.
Os livros produzidos pelos estudantes contam com disponibilidade digital. “Todas as obras ficam disponíveis na plataforma do site, então qualquer pessoa que tem internet pode acessar. Na Noite de Autógrafos, todos os esforços dos nossos autores serão reconhecidos. A expectativa para esse dia é muito grande, já que as crianças terão em mãos os produtos do seu esforço”.
A diretora da escola, Daniele Catelan, também pontua: “o Pedagógico, que é o coração de nossa escola, colheu muitos frutos nesse ano de 2019, graças ao comprometimento de toda a equipe junto à Carla Germano, um exemplo de coordenadora”, elogia.

Da Reportagem Local