Cidades

Em Últimos Dias Para Aderir ao Refis, Contribuinte Enfrenta Fila de Espera

CONTRIBUINTE teve que enfrentar fila de mais de uma hora para poder aderir ao Refis (O regional)
Assine

Nos últimos dias para aderir ao Programa de Recuperação Fiscal de Catanduva (Refis) o contribuinte tem enfrentado fila de espera de mais de duas horas. Ontem (10) a reportagem de O Regional acompanhou movimentação que acontece na Central de Atendimento da Prefeitura de Catanduva. O atendimento é das 9h às 16 horas, mas segundo os contribuintes a senha tem terminado por volta das 14h30.
O Refis permite desconto de até 100% dos juros e multas para o parcelamento de dívidas e pague até o dia 21.
A reportagem tem recebido ligações de contribuintes que estão indignados com o tamanho da fila que tem que enfrentar.
“Vocês precisam ir lá para ver. É uma fila enorme. Fui buscar senha à tarde e já não tinha mais, de tanta gente que pegou. Porque eles não colocam mais funcionários para fazer o atendimento. A gente está pagando. É um absurdo, uma vergonha. Voltei no outro dia e fiquei mais de duas horas para poder ser atendido”, desabafa Renato da Silva, promotor de vendas.
Na fila, a costureira Rosineide Balsotti reclama que o marido já foi para fazer o refinanciamento e que não tinha mais senha.
“Meu marido veio aqui na segunda-feira (8) à tarde para pagar a dívida de IPTU de 2017, mas não tinha mais senha. Tive que voltar hoje (ontem) cedo para ver se consigo pegar o carnê. Olha só sou a senha 245, isso quer dizer que tem 244 pessoas na minha frente?”, diz a costureira que também reclama que antes pagava R$ 400 e que em 2017 foi para R$ 900.
“Por isso que não pagamos antes, porque viemos brigar para ver se esse valor fosse revisto, mas não conseguimos nada. Como pode aumentar se nem foram lá medir?”, interroga Rosineide que pretende parcelar sua dívida em seis parcelas.
Na fila também a dona de casa Cristiane Perpétua Rodrigues que também aguardava para fazer seu refinanciamento de IPTU de anos anteriores.
“Como me falaram que a fila era grande, então vim hoje (ontem) cedo para fazer isso logo e resolver isso de uma vez”, informa Cristiane.
Já a salgadeira Daniela Cristina da Silva aguardava na fila para pegar o carnê de Refis 2018.
“Eu vim só para pegar o carnê que como virou o ano tem que pegar um novo carnê com o reajuste. Quando fiz eles falaram que a cada ano tem que vir para pegar um novo porque o reajuste é feito anualmente. Então vim para pegar as parcelas desse ano e estou aqui esperando”, conta Daniela.
A fila era a mesma para os munícipes que queriam protocolar. Alguns estavam revoltados e outros sabiam que o jeito era apenas esperar.
“A demanda é muito grande. Onde já se viu deixar que uma fila enorme dessa aconteça. A culpa não é deles, mas nem nossa. Porque que não colocam mais funcionário para trabalhar”, afirma Natanael de Campos, assessor.
“Eu vim só para protocolar, mas do mesmo jeito tenho que enfrentar essa fila porque me falaram que o caixa “cinco”, responsável em fazer o protocolo está quebrado”, diz Naiara Santos Rozeno, professora.
O empresário Alberto Santos também estava na fila esperando para poder protocolar seus documentos.
“Fazer o que. O jeito é esperar”, considera Santos.
Já a vendedora Sandra Breguedo considera que desde o ano passado a fila era imensa.
“O meu marido veio aqui também o ano passado para fazer o Refis e a fila era quilométrica, mas tive que voltar para pegar os novos carnês, ou seja, não teve jeito. Vamos enfrentar fila de novo. No ano passado meu marido foi o último a pegar a senha e ficou mais de duas horas esperando”, conta Sandra.
O Refis era para ter terminado em dezembro, mas o prazo foi prorrogado até o dia 21 de janeiro.
Em entrevista ao O Regional em dezembro, o prefeito Afonso Macchione Neto explicava que resolveu prorrogar o prazo para, justamente evitar filas.
Além de aumentar o prazo, o projeto também inclui dívidas relativas a autos de infração de Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN).
Em resposta, a Prefeitura afirmou que o horário de atendimento será estendido de 17 a 19 de janeiro, assim como a Central de Atendimento estará aberta nos dias 13, 20 e 27 das 8:00 às 12:00. Nos dias 13 e 20, com a prioridade para o Refis. “Em decorrência da Lei Complementar 882/17, havia expectativa de que um número maior de contribuintes procurasse a Central de Atendimento para quitar ou parcelar seus débitos. Observamos que muitos contribuintes vêm, fazem simulação, parcelamento, retiram as guias e não realizam o pagamento. Alguns retornam para buscar nova guia. Há também aqueles que pedem para fazer a simulação do débito para avaliar sua capacidade de pagamento e não retornam. E ainda, aqueles que com a prorrogação do prazo do Refis até 21 de janeiro, voltaram para refazer o parcelamento”, afirmou.

Karla Sibro
Da Reportagem Local




Assine O Regional

Digital Mensal
R$19,90 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital + Impresso (Sáb e Dom)
R$41,70 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal impresso aos sábados e domingos
Digital + Impresso (Ter a Dom)
R$65,90 / mês
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo