Cidades

Em Menos de 24 Horas, Duas Apreensões de Linhas Com Cerol São Registradas

Em menos de 24 horas, duas apreensões de linhas com cerol foram registradas em Catanduva. As ocorrências ocorreram entre quarta e quinta-feira (7) e os flagras foram feitos pelas equipes da Guarda Civil Municipal (GCM). Em um deles, material enroscou em moto que estava em movimento.
Nas ocorrências, foram apreendidos carretéis de linhas com cerol. Os casos chegaram a GCM, por meio de denúncia. No mais recente, a guarda foi acionada por um motociclista. Ele contou às equipes que a linha cortante enroscou na moto que ele pilotava pela rua Parati, no bairro Nova Catanduva. O caso foi registrado na tarde de quinta-feira (7).
Em patrulhamento, os guardas flagraram um grupo de pessoas que estavam, de acordo com os relatos, soltando pipa. Quando viu a viatura, o grupo correu e abandonou o material. Lá, foram apreendidos três carretéis com cerol e duas pipas.
Na quarta, outra ocorrência foi registrada em Catanduva, desta vez no Parque Glória VI. A equipe realizava patrulhamento pelo bairro quando recebeu a informação de que havia suspeita de pipas com cerol nas proximidades. Quando viram os guardas, as pessoas que estavam soltando pipa no bairro teriam cortado as linhas que estavam soltando e correram. Eles deixaram para trás dois carretéis com linha cortante e uma pipa.
No início do ano, por conta das férias escolares, a fiscalização do uso de cerol ou outro material cortante, nas brincadeiras com pipas das crianças e adolescentes, foi reforçada. Durante todo ano as equipes ficam em alerta, mas nesse período ganham olhares mais atentos.
No ano passado, foram apreendidas mais de 500 pipas e carreteis de linha cortante, inclusive a chilena, que é ainda mais perigosa. Assim como no caso registrado recentemente, os motociclistas e ciclistas também devem ter atenção especial, já que a linha pode ser perigosa. É importante manter a atenção para que a linha não entre na frente deles (no caso das crianças com pipas). Os motociclistas devem usar antenas antilinhas, como forma de proteção, de acordo com a GCM.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

/* ]]> */