Cidades

Dicas De Como Fazer Repelente Natural Com Cravo Contra A Dengue

O assunto mais comentado do momento é a dengue em Catanduva, os números são muitos e com isso muitas pessoas estão procurando métodos para se protegerem das picadas do mosquito da dengue.
Alguma delas está adquirindo telas para proteção das janelas, essas telas são vendidas em casas agrícolas e rurais onde um metro é vendido a R$ 4.50, é de fácil instalação e qualquer pessoa consegue instalar em sua casa nas janelas e portas, assim como a dona Maria Agnaldo ela comprou 10 m para instalar em todas as janelas.
Ela contou que um meio de se prevenir para que não entrem nenhum tipo de mosquito, essa tela ela é bem fininha, nenhum mosquito consegue passar por ela, mas ela ainda fala que é mesmo com essas telas ela ainda sente ainda medo de pegar dengue, pois já passou por essa situação.
Além disso, ela ainda conta que faz um óleo de essência de cravo ou repelente natural, que está sendo muito comentado nas redes sociais, para passar no corpo e conta que isso já era usado pela mãe dela nas décadas de 70, onde os antigos faziam esse óleo de essência para afugentar mosquitos que incomodavam.
Maria não sabe se realmente isso é eficaz, mas garante que até agora nenhum mosquito da dengue picou e deu dicas de como fazer esse óleo de essência de cravo:
Para fazer o repelente natural contra dengue usa-se 500 ml de álcool de cereais, 10 g de cravo-da-índia e 100 ml de óleo de amêndoa ou mineral. Para preparar coloque o álcool e o cravo-da-índia no frasco escuro com tampa ao abrigo da luz por quatro dias mexa essa mistura duas vezes por dia, de manhã e à noite, depois de quatro dias junte o óleo corporal agitando ligeiramente e coloque o repelente num no frasco de spray.
Segundo informações da própria Maria pode pulverizar o repelente caseiro ou natural em toda região do corpo onde fica mais exposto como braços pernas e reaplicar durante o dia, pode ser reaplicado várias vezes por dia, outra orientação importante pulverizar em cima de roupas pois o pernilongo tem um ferrão do mosquito que pode atravessar tecidos muitos finos
Já a Organização Mundial de Saúde e o Ministério de Saúde alertam para o uso de repelentes com substâncias como DEET ou Icaridina acima de 20% para adultos, e de 10% para crianças com mais de dois anos de vida, além disso, os repelentes caseiros também são ótimas opções contra mosquitos, no entanto é preciso ter atenção que tempo de eficácia deles é muito baixa e que seja necessário reaplicar os frequentemente os repelentes devem ser aplicados no corpo especialmente quando a epidemia de dengue Zika e chikungunya porque eles previnem a picada do mosquito Aedes Aegypti que transmite essa doença.

Ariane Pio
Da Reportagem Local