Cidades

Dia das Crianças Movimenta o Comércio em Catanduva

VÁRIAS são as opções de brinquedos para a criançada (O Regional)
Assine

O Dia das Crianças é uma data que não pode passar em branco para os pais e, consequentemente o movimento do comércio em Catanduva aumenta nesta semana. Alguns já se anteciparam e já garantiram o presente do filhão, outros ainda saem em busca e vão às lojas para adquirir. Alguns pais preferem dar aquilo que o filho pede, outros optam por uma algo mais em conta.
Em enquete realizada pelo jornal O Regional, 66% dos internautas afirmam que compram algo barato para os filhos e 34% compram o que o filho quer, independente de valor.
A dona de casa Fátima de Oliveira não deixa de comprar o presente do filho Matheus de seis anos, mas a opção é por uma lembrancinha.
“O Matheus esse ano queria um carrinho que custa mais de R$ 100, fui em uma loja e comprei um enorme por R$ 59,90 e ele com certeza vai adorar. Gostaria de comprar algo mais caro, mas não dá no orçamento da família. Ele merece, mas não dá”, afirma Fátima.
A auxiliar de escritório Cecília Rodrigues garante que satisfazer o desejo da filha Maria Eduarda não tem preço que pague.
“Esse ano ela me pediu uma bicicletinha de Dia das Crianças, eu ia deixar para dar no final de ano, porque é um presente mais caro, mas eu e meu marido conversamos e vamos comprar essa semana e dar para ela na sexta-feira mesmo. Ver ela passeando pelas ruas com sua bicicletinha é o nosso maior prazer e isso não tem preço que pague. A gente vai dividir no cartão, mas vamos comprar. O ano passado ela quis um joguinho de desenho animado que custou R$ 400. A gente dividiu e comprou pra ela. Ela brinca bastante até hoje, valeu a pena”, garante Cecília.
Na loja da proprietária Maria Claudia Lichti Guttierrez Souza a procura por presentes mais caros tem sido grande.
“O movimento maior com certeza é nesta semana como em anos anteriores. Tem umas exceções de pessoas que já adiantam em comprar o presente. Tem medo que acabe ou que não encontre depois se deixar para a última hora, mas são poucas. Aproximadamente 99% dos clientes optam por comprar aquilo que o filho quer.
É claro, que tem aquele que não pode dar aquilo que o filho quer e acaba comprando algo mais em conta. Mas a maioria, por ser uma data importante, compra os que os filhos querem”, afirma Maria Claudia.
A empresária cita ainda que em alguns casos há as opções de brinquedos similares.
“Por exemplo tem a baby alive uma das bonecas mais requisitadas pela criançada. Ela custa de R$ 99,90 a R$ 599. Tem uma similar que não é a mesma coisa, claro, mas que engana crianças menores, já as maiores não querem. As crianças maiores, já entendem mais e querem a verdadeira, só que uma similar custa de R$ 44,90 a R$ 54,90”, informa Maria Claudia.
A vendedora Ana Beatriz Chiccoti afirma que os pais procuram por novidades, independente do valor.
“Com certeza os pais veem em busca das novidades e levam o que vai agradar os filhos”, considera Ana Beatriz.
A balconista Elisete Destri Liberatori diz que os pais sempre acabam dando o que os filhos pedem.
“Não tem jeito, a maioria dos pais chega aqui e fala: “meu filho pediu esse brinquedo, vocês tem?”. A gente mostra e o pai ou a mãe acaba levando”, destaca Elisete.
Casos assim também são presenciados pela vendedora Suzete Alves. “Se a criança pede o pai acaba dando sim. Agora se for afilhado, o padrinho ou madrinha acaba escolhendo um presente bom, mas não tão caro. Se o afilhado pedir, aí também não tem jeito, eles acabam cedendo” , afirma Suzete.
As lojas do comércio de Catanduva já estão abastecidas e acreditam que as vendas serão melhores neste ano.
“A cada ano as expectativas são de vendas maiores e os resultados tem sido positivos”, conclui Maria Claudia.

Karla Sibro
Da Reportagem Local




Assine O Regional

Digital Mensal
R$19,90 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
Digital + Impresso (Sáb e Dom)
R$41,70 / mês
  • Acesso total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal impresso aos sábados e domingos
Digital + Impresso (Ter a Dom)
R$65,90 / mês
  • Acesso Total
  • Computador, Celular ou Tablet
  • Jornal Impresso de terça a domingo